Washington Examiner: Segundo ex-militar os OVNIs observados não são tecnologias de outros governos...

Fonte: Washington Examiner

Foi completamente descartada a ideia de que os governos de outros lugares possam estar por trás dos OVNIs registrados em vídeo movendo-se a velocidades impressionantes e desafiando totalmente a física

 
 
Existem aeronaves nunca antes vistas cruzando a atmosfera da Terra? De acordo com um ex-piloto da Marinha dos Estados Unidos, existem.
 
Em uma continuação da noticia do New York Times, alegando que o Pentágono lançará em breve documentos nunca antes vistos sobre a possível existência de “veículos extraterrestres não fabricados por nós”, o aviador naval aposentado David Fravor falou com Tucker Carlson, da Fox News, na noite de sexta-feira (24), sobre o que viu durante uma missão de treinamento de rotina em novembro de 2004, na Califórnia.
 
Fravor disse:
 
Eu realmente não quero especular o que o governo realmente tem em mãos, mas eu posso dizer que há coisas por aí. Nós quatro, que perseguimos o “Tic Tac” em 2004 (OVNI), atestamos inumeras vezes que o que observamos excedia qualquer coisa que tínhamos em nosso inventário, incrivelmente superior as aeronaves em que estávamos; na época, elas [as aeronaves] eram novas (modernas), então eu diria que sim, existe algo estranho por aí.
 
Fravor descartou completamente a ideia de que os governos de outros lugares possam estar por trás dos OVNIs registrados em vídeo, movendo-se a velocidades impressionantes e desafiando totalmente a física. Ele disse na sexta-feira que acredita que o grande tabu de falar abertamente sobre UFOs ou OVNIs, está começando a sumir.
 
Ele disse:
 
Existem muitos incidentes que começam a aparecer e as pessoas começam a reportar dentro dos canais do governo as coisas que observaram, e acho que você está vendo isso de pessoas no passado, porque sempre houve esse tabu de falar sobre OVNIs.
 
 
Acho que desde 2017 o mundo está começando a mudar por causa da grande divulgação, por causa da atenção do Senado e do Congresso, por causa de pessoas como Marco Rubio no Comitê Intel ao dizer ao DoD: “Eu quero um relatório”.