Vestígios de tecnologia no passado são achadas!! Roda de 300 milhões de anos é descoberta em uma mina de carvão na Ucrânia

Mas Adam Frank, professor de física e astronomia em Rochester, diz: "Realmente sabemos que fomos as primeiras espécies tecnológicas da Terra?"
 
 
 
Em 2008, um objeto curioso foi descoberto em uma mina de carvão na cidade ucraniana de Donetsk chamada J3 'Sukhodolsky' a uma profundidade de 900 metros da superfície.
 
Como não pôde ser cortado com segurança devido à natureza do arenito no qual foi incorporado, o misterioso artefato parecido com uma roda antiga permaneceu intacto até os dias de hoje.
 
Quando datados geologicamente, os estudiosos se recusaram a aceitar os resultados, mas sabe-se que os arqueólogos ignoram qualquer evidência que não se encaixe na história convencional.
 
 
 
Mas Adam Frank, professor de física e astronomia em Rochester, diz: "Realmente sabemos que fomos as primeiras espécies tecnológicas da Terra?" - "Temos uma sociedade industrial há apenas 300 anos, mas há uma vida complexa em Terra há quase 400 milhões de anos".
 
Se os seres humanos se extinguirem hoje, diz Frank, qualquer civilização futura que possa surgir na Terra milhões de anos poderá achar difícil reconhecer traços da civilização humana. Da mesma forma, se alguma civilização anterior existia na Terra há milhões de anos, poderíamos ter dificuldade em encontrar evidências dela.
 
Além da descoberta da roda antiga, mais artefatos industriais de 300 milhões de anos foram encontrados ao longo dos anos. Como as maçanetas de 300 milhões de anos encontradas no carvão e a roda dentada de OVNI de 300 milhões de anos encontrada na cidade russa de Vladivostok. Então, acho que é certamente possível detectar uma civilização industrial antiga no registro geológico.
 
 
 
 
À medida que o tempo passa, e a mineração de carvão se torna mais rápida e avançada por natureza, é apenas uma questão de tempo até que artefatos ainda mais misteriosos e explicáveis sejam encontrados.