Arqueologia Proibida: Teotihuacan foi construída em cima de uma civilização milhares de anos mais antiga, mas muito mais AVANÇADA

21/01/2019 20:34

Teóricos dos antigos astronautas sugerem que os construtores originais do local talvez não fossem humanos. Todas as pessoas da região acreditavam que o local havia sido criado por deuses que vieram do céu; os senhores do trovão.

 
 
Teotihuacan é a cidade mais antiga e mais sofisticada da Mesoamérica. Em seu auge, chegou a ter 100.000 habitantes. Também foi a maior cidade em todo hemisfério ocidental antes do século XV. 
 
A característica central do complexo são duas piramides grandes. Elas são conhecidas como Piramide do Sol e Piramide da Lua. Assim como um templo dedicado a Quetzalcoatl, a serpente de penas. 
 
Por mais incrível que esse local seja, ninguém sabe até hoje quem construiu essas metrópoles ou o que aconteceu com seus ocupantes no passado. 
 
Apesar do tamanho, o local não tem nenhum hieróglifo como outras culturas na mesoamérica que usavam sistemas de escritas. Não existe uma historia muito clara do que aconteceu nesse complexo, ou mesmo evidencias de seus governantes. 
 
Não sabemos quem foram os teotihuacanos originais. Não sabemos de onde eles vieram, ou como eles desenvolveram uma cidade enorme e totalmente completa no meio do nada. 
 
Will Hart (Pesquisador): Se trata de um lugar muito sofisticado, que inclui os princípios de engenharia avançada. Mas, de onde veio tudo isso? Onde estão as versões menores desse lugar? Não encontramos nada. Então não temos uma progressão ou uma evolução para mostrar de onde veio toda essa sabedoria e tecnologia. 
 
Com base na tradição da região, teóricos dos antigos astronautas sugerem que os construtores originais do local talvez não fossem humanos. Todas as pessoas da região acreditavam que o local havia sido criado por deuses que vieram do céu; os senhores do trovão.
 
Outras culturas próximas tinham suas próprias teorias. Uma delas associava o local ao deus serpente de penas, Quetzalcóat, que vinha de Vênus. 
 
Se Teotihuacan realmente foi fundada por visitantes extraterrestres em um passado remoto, então, de que época é o local?
 
 
 
Todo ano milhões de pessoas visitam as ruínas antigas de Teotihuacan, mas a maioria não faz ideia de que as estruturas que eles olham no complexo, foram levantadas sobre estruturas muito mais antigas. 
 
Acreditasse que a Piramide do Sol tenha no total 5 camadas de piramides, uma construída em cima da outra. Curiosamente, segundo especialistas, as camadas mais antigas são as que apresentam técnicas de construção mais avançadas.
 
Indícios desses trabalhos em pedra ainda podem ser vistos espalhados pelo complexo. Incluindo uma área bem fora dos limites, atrás da piramide da serpente de penas. 
 
Marco Vigato (Pesquisador independente e autor de 'Uncharted Ruins'): As pedras enormes, atrás da Piramide da Serpente, foram muito bem cortadas pelos habitantes de Teotihuacan.
 
O que é mais incrível nesses blocos de pedra é o tamanho enorme deles, muitas dessas pedras pesam bem mais de 4 toneladas, alguns chegam até a 10 toneladas. Outra característica incrível destes blocos de pedra, é que a pedra em si é andesito bem rígido, que é uma pedra vulcânica bem resistente - dificil de trabalhar. 
 
 
Muitas dessas pedras tem uma superfície bem lisa, pontas e cantos acentuados. Esses são sinais totalmente incompatíveis com a ideia que simples ferramentas de pedra poderiam ter sido usadas para moldar esses monólitos gigantes. 
 
A proveniência dessas pedras enormes é desconhecida. Algumas pessoas especulam que essas pedras tenham pertencido a uma construção megalítica mais antiga, que ficava nesse exato local antes da piramide da serpente de penas ser construída. 
 
Pode-se notar a presença de vários desses blocos de pedras megalíticas embutidas dentro da estrutura da piramide. 
 
 
 
Esse é um indicio bem claro que essas pedras foram reutilizadas. Portanto elas devem ter pertencido a uma camada de construção bem mais antiga. Pode até ter sido de milhares de anos antes do local em si. 
 
 
Fonte: Alienigenas do Passado