Gangkhar Puensum: Segundo inúmeros registros de OVNIs acumulados desde 1998, existe uma base extraterrestre na montanha mais protegida e inacessível do mundo

27/03/2018 20:27
 

Os aldeões garantem que existe vida dentro da montanha (Gankhar Puensum), e não é vida humana ou animal. Eles falam de discos rápidos de prata que entram e saem da montanha e que em muitas noites o céu é iluminado com cores avermelhadas e douradas.

 
 
No estado do Butão, há uma montanha misteriosa chamada Gangkhar Puensum e poucas pessoas sabem disso, isso porque o local é de dificil acesso. Pelo menos quatro expedições tentaram atingir o seu pico, no entanto nenhuma obteve sucesso. 
 
Hoje governo do Butão impede que mais expedições tentem subir esta montanha, que de acordo com os moradores esconde uma base extraterrestre.
 
Das 40 montanhas mais altas do mundo, apenas uma permanece sem ser escalada. Essa montanha é chamada de Gangkhar Puensum e está localizada no Butão.
 
Desde 2004, o seu acesso é hermeticamente bloqueado pelos governos do Butão, da China e do Tibete. O motivo? Os aldeões dizem que é uma montanha sagrada e que há vida dentro dela. E as autoridades acreditam que os aldeões estejam certos.
 
 
As poucas expedições que tentaram chegar ao ponto maximo dessa misteriosa montanha se depararam com varias anomalias misteriosas e inexplicaveis. Parecia que algo realmente impedia as expedições de chegar ao topo.
 
Na fronteira chinesa uma expedição japonesa tentou subir a montanha em 1998. Eles nunca chegaram ao cume e foram obrigados a desviar para outro pico, o 'Liankang Kangri'. Eles nunca explicaram as razões do desvio.
 
A montanha é realmente um verdadeiro enigma. Os mapas que existem do local são bastante imprecisos e a primeira equipe que queria escalá-lo para medi-lo, em 1922, não conseguiu nem encontrar a montanha.
 
 
 
Os aldeões garantem que o local nunca será escalado. Que existe vida em suas entranhas e não é vida humana ou animal. Eles falam de discos rápidos de prata que entram e saem da montanha e que em muitas noites o céu é iluminado com cores avermelhadas e douradas.
 
Vários monges tibetanos afirmam que a atividade extraterrestre no local é real e é documentada por eles desde 1998. 
 
No dialeto local, Gangkhar Puensum significa 'O Pico Branco dos Três Irmãos Espirituais'. Os moradores dizem que eles são três entidades espirituais e não são deste planeta.