O Wolfsegg Iron, um artefato feito artificialmente há 20 milhões de anos segundo especialistas !!

A opinião final do doutor Kurat, do museu e do comitê geológico de Bundesanstalt, em Viena, é que o objeto é simplesmente artificial. O problema é que ele foi encontrado enterrado dentro de um de carvão de 20 milhões de anos.

 
 
As pessoas costumam se referir a ele como o Wolfsegg Iron ou o cubo de Salzburgo, e é um pequeno pedaço de ferro encontrado dentro de um bloco de carvão na cidade de Wolfsegg na Áustria.
 
Por que é interessante? Bem, existem inúmeras coisas em torno deste objeto que lhe deram uma "aura" misteriosa. Antes de tudo, a origem desse estranho artefato é um mistério. Segundo muitos que o viram e analisaram, é um artefato que prova indiscutivelmente a existência de civilizações antigas em tempos pré-históricos cujos desenvolvimentos tecnológicos excederam a raça humana moderna.Um relatório publicado na revista científica Nature (Volume 35, 11, novembro de 1886, página 36) descreve o objeto como sendo “quase um cubo”. O objeto tem 67 mm de altura, 67 mm de largura e 47 mm na parte mais espessa. Ele pesa 785 g. Alguns argumentam que esse artefato é provavelmente um meteorito, mas, dada a sua forma e dimensões específicas, é uma teoria que teve numerosos desafios, sendo o maior a sua forma peculiar.
 
 
 
Curiosamente, o Wolfsegg Iron foi examinado em 1966 no Museu Naturhistorisches. A opinião final do doutor Kurat, do museu e do comitê geológico de Bundesanstalt, em Viena, é que o objeto é simplesmente um ferro fundido artificial. O problema é que ele foi encontrado enterrado dentro de um de carvão de 20 milhões de anos.
 
Ele permanece como um dos objetos anacrônicos mais famosos desde a sua descoberta em 1885, quando um trabalhador estava quebrando carvão de Wolfsegg, descobrindo um objeto deformado em forma de cubo de ferro.
 
Segundo relatos, as bordas desse objeto estranho eram perfeitamente retas e definidas. A forma do objeto, que está atualmente em um museu municipal próximo à fundição onde foi encontrado, não se parece com um cubo: sua superfície é o resultado de cortes feitos para analisá-lo quimicamente.
 
 
 

Resultado final dos testes

 
O teste deu resultados interessantes, mostrando que o objeto metálico não contém níquel, cromo ou cobalto e, segundo os estudiosos, provando que não pode ser um meteorito como se acreditava anteriormente. Parece que foi realmente produzido artificialmente há muito tempo atrás. As pessoas que examinaram o objeto afirmam também que ele não poderia ter se originado na natureza.