Após passar por uma anômala tempestade piloto tropeça em um mundo e tempo diferente do que conhecia...

26/12/2017 09:41

Muitos cientistas estão convencidos de que existem várias dimensões... Esses portais interdimensionais seriam invisíveis a olho nu, mas tropeçar em um deles poderia transportar uma pessoa para um tempo diferente, num mundo desconhecido.

 

 

Muitos cientistas estão convencidos de que existem várias dimensões maiores e, possivelmente, vários mundos invisíveis que cercam o nosso.
 
Se este for o caso, pode haver os chamados portais de tempo inter-dimensionais na Terra. Essas portas interdimensionais seriam invisíveis a olho nu, mas tropeçar em um deles poderia transportar uma pessoa para um tempo diferente, num mundo desconhecido.
 
Há muitas histórias intrigantes sobre pessoas que entraram acidentalmente em mundos diferentes através de portais de tempo, e um deles é o Marechal de Ar, Sir Victor Goddard, da Real Força Aérea Britânica.
 

Um portal do tempo escondido em uma tempestade?

 
Em 1935, Goddard voou em um biplano Hawker Hart para Edimburgo, na Escócia, de sua base em Andover, na Inglaterra.
 
Foi uma visita de fim de semana, e no domingo Goddard decidiu voar sobre um campo de aviação abandonado em Drem, não muito longe de Edimburgo.
 
Construído durante a primeira Guerra Mundial, o aeródromo de Drem não era muito interessante. Estava coberto de folhagem e os hangares estavam caindo aos pedaços. O antigo aeroporto era agora uma fazenda e o gado pastava onde os aviões uma vez estacionavam.
 
Na segunda-feira, Goddard começou o vôo de volta para sua base, mas encontrou uma tempestade bizarra que causou problemas no controle de sua aeronave.
 
Ele estava voando sobre um terreno montanhoso sem rádio para auxiliar a navegação ou instrumentos de vôo. Nos ventos fortes das estranhas nuvens castanho-amareladas da tempestade, ele perdeu o controle de seu avião, que começou a espiralar para o chão. Goddard não pôde parar o giro e não tinha certeza de sua localização.
 
As coisas pareciam muito ruins e ele temia que a queda rápida levaria a um acidente nas montanhas. Ao olhar ao redor, ele notou que o céu estava mais escuro do que nunca, e as nuvens eram estranhas, amareladas. Goddard agora estava voando a 240 quilômetros por hora e ainda estava caindo. Depois do que parecia uma eternidade, ele finalmente conseguiu nivelar seu avião e conseguiu evitar um acidente.
 
Nesse ponto, aconteceu algo estranho. Ele olhou em volta tentando determinar sua localização. Para sua surpresa, ele notou que o céu agora estava brilhante, com luz solar dourada, e ele estava se aproximando do antigo e abandonado campo de aviação de Drem.
 

Era o mesmo aeródromo e, no entanto, tudo era diferente

 
 
Quando olhou em volta, Goddard percebeu que este era o mesmo aeródromo, mas ainda assim tudo era diferente. Os hangares pareciam novos. Havia quatro aviões no chão: três eram biplanos familiares, mas pintados em um amarelo desconhecido; o quarto era um monoplano. Isso foi muito estranho porque a RAF não tinha esse avião em 1935.
 
Os mecânicos estavam vestidos com macacões azuis, o que Goddard achou estranho, já que todos os mecânicos da RAF vestiam macacão marrom. Ainda mais curioso era que ninguém parecia notar ele. Ele estava voando sobre o aeródromo, mas nenhum mecânico prestou atenção a ele e sua aeronave. Era quase como se ele fosse invisível para as pessoas no chão. Ao sair da área, ele novamente encontrou a tempestade, mas ele conseguiu retornar à sua base com segurança.
 
Goddard disse aos outros pilotos sobre sua experiência incomum, mas ninguém o levou a sério. Seus amigos pensaram que ele estava louco ou bêbado, e Goddard decidiu manter a história para si mesmo por muitos anos.
 

Uma jornada no futuro?

 
Em 1939, Goddard observou como as aeronaves de treinamento da RAF começavam a ser pintadas de amarelo e os mecânicos começaram a usar macacões azuis. A RAF introduziu um novo monoplano de treinamento exatamente como o que ele viu em seu voo sobre o Drem. Foi chamado de Magister. Ele soube também que o aeródromo de Drem tinha sido remodelado.
 
Teria Goddard por um breve momento viajado para o futuro? Parece que sim, pois de que outra forma ele poderia ter adivinhado como o campo da aviação de Drem seria em quatro anos? O deslizamento de tempo de Goddard é uma história intrigante de viagem do tempo que nos dá algo para pensar. Ele acidentalmente entrou em um portal de tempo enquanto voava pela tempestade?