O Pentágono já gastou 22 milhões em um Programa Secreto para investigar OVNIs

18/12/2017 10:24
 
 
Durante os anos de 2008 a 2011, o Pentágono gastou secretamente a figura exorbitante de 22 milhões de dólares em um programa pouco conhecido com o objetivo de investigar as ameaças colocadas por objetos voadores não identificados (UFOs).
 
Sem dúvida, este ano 2017 terminou com uma grande revelação, porque esta é a primeira vez que o Pentágono reconhece a existência de um programa deste tipo informa o The New York Times.
 
Sabe-se que o financiamento para este programa foi concluído em 2012, no entanto, continuou a operar sob a liderança de Luis Elizondo, um oficial de inteligência militar.
 
Elizondo renunciou o seu posto em outubro. Na carta de renúncia que enviou ao Secretário de Defesa James Mattis, de acordo com The Time, ele afirmou que o governo deveria começar a levar a sério "os muitos relatos da Marinha e outros serviços de sistemas aéreos de objetos que interferem com as plataformas de armas militares, e exibem capacidades além da compreensão ".
 
 
É relatado que durante os primeiros anos do programa, o Pentágono concedeu a maior parte dos 22 milhões de dólares; que foram atribuídos a uma empresa aeroespacial propriedade de Robert Bigelow, um empresário bilionário que é "absolutamente convicto de que os extraterrestres existem e estão entre nós."