OVNI: Um enorme objeto não identificado destruiu uma vila na Etiópia em 1970

 
 
Casos de ataque de OVNIs são pouco conhecidos, no entanto, houve um evento que causou tanta estranheza que, atualmente, ele ainda não pode ser resolvido. É o caso da Etiópia.
 
"O pesquisador George Kendall, da revista UFOPRESS, na edição de abril de 78, escreveu que os habitantes da cidade de Saladare ouviram um barulho vindo da floresta perto do vilarejo, e que parecia ter sido produzido por uma NAVE voando a uma altura baixíssima."
 
Isso aconteceu em agosto dos anos 70, quando as pessoas moravam em uma pequena cidade em Saladare... Por volta das 11:30, os habitantes ficaram aterrorizados ao ouvir um som ensurdecedor vindo da floresta.
 
 
O barulho estranho estava crescendo, e um tempo depois, algo imenso e avermelhado apareceu sobre a vila. 
 
O som aumentou até se tornar insuportável. De um momento para outro, os nativos notaram uma esfera gigante que voava a baixa altitude e em alta velocidade. O objeto desconhecido atravessou a cidade inteira e destruiu tudo que estava em seu caminho.
 
Não havia construção que resistisse ao objeto estranho, arrancando arvores da raiz e queimando a vegetação em seu caminho, mas, misteriosamente, sem causar incêndio.
 
Documentos oficiais sobre o caso
 
 
O objeto continuou seu caminho a uma altitude bem baixa e paralelo ao solo por cerca de 140 metros, depois recuou e seguiu o caminho de destruição na vila. Naquela momento, além de casas, também destruiu estradas, as derretendo.
 
Então, sem alterar sua velocidade e trajetória, percorreu uma distância de cerca de 150 metros até ficar localizado na encosta de uma montanha próxima, onde ficou estacionado a alguns metros do chão por alguns segundos.
 
Momentos depois o OVNI atravessou novamente o vilarejo destruindo mais casas até desaparecer na mesma direção em que havia chegado. A distância total que o objeto percorreu em suas duas passagens, e em vista de inúmeras testemunhas, foi de cerca de 6.000 metros. O incidente durou 10 minutos.
 
O OVNI também foi observado por moradores de uma cidade perto de Saladare. Eles também o descreveram como uma 'tigela grande'. A esfera desapareceu a distancia, deixando um caminho de destruição em seu caminho.
 
Após a partida, os moradores puderam verificar que algumas crianças estavam feridas e outras haviam sido mortas. O caso ficou mundialmente conhecido devido a um médico da ONU, Attal Makk, que foi designado para a área e decidiu enviar um documento e fotografias do que aconteceu ao pesquisador Joseph Allen Hynek.
 
 
 
Josef Allen Hynek (1 de maio de 1910 - 27 de abril de 1986) foi um astrônomo, professor e ufólogo estado-unidense.
 
É lembrado por suas investigações sobre OVNIs: Hynek interveio como assessor científico em três estudos ufológicos do Projeto Livro Azul (1952-1969); posteriormente, durante décadas se dedicou a prosseguir com a investigação em ufologia por sua conta. Seu trabalho buscava a procura de indícios físicos sobre eventuais avistamentos.