O Mar dos Sargaços: Existe uma inexplicável anomalia temporal acontecendo nesse local que ninguém sabe explicar

 
 
 
Tripulações inteiras estão desaparecendo nesse local e deixando os navios a deriva: "É como se não existisse vento, ou mesmo como se o tempo estivesse parado no local."
 
O Mar dos Sargaços possui cerca de 1100 km de largura e 3200 km de comprimento. Esse misterioso volume de aguá encontrasse completamente isolado no meio do Atlantico Norte. 
 
É um mar sem litoral, cercado por algumas das correntes mais fortes do mundo. Devido a varios incidentes inexplicaveis que ocorreram aqui, ganhou os apelidos de "Mar dos Navios Perdidos", "As Calmarias da Morte" e "Mar do Medo".
 
Curiosamente, embora as aguás ao seu redor sejam violentas, o Mar dos Sargaços em sí é calmo. 
 
Jonathan Young (Curador e fundador, arquivos de Joseph Campbell): A aguá é extraordinariamente azul, é como se misteriosamente as correntes não afetassem essa unica área. É como se não existisse vento, ou mesmo como se o tempo estivesse parado no local. 
 
Robert Schoch (Autor \ Forgotten Civilization): Na época dos navios a vela, quando eles passavam por essa área, eles simplesmente não saiam dela, e achavam que haviam sido aprisionados pelo mar. 
 
Giorgio Tsoukalos (Alienígenas do Passado): Barcos na época (e até nos dias de hoje) eram encontrados completamente intactos, mas a tripulação desaparecida, não deixando qualquer tipo de vestigio. Porque será que isso ocorre? Isso é muito estranho, afinal o Mar dos Sargaços é conhecido por suas aguás calmas. 
 
 
Talvez o desaparecimento mais antigo e mais famoso no Mar dos Sargaços tenha ocorrido em agosto de 1840, quando um navio mercante (Rosalie) viajava da Alemanhã para Cuba. 
 
Segundo testemunhas quando o navio foi encontrado a deriva, ele estava completamente abandonado, embora perfeitamente intacto, com as velas ainda em funcionamento. 
 
O que aconteceu com esse navio permanece um grande mistério. Mas casos semelhantes continuaram a acontecer no Mar dos Sargaços por séculos. 
 
Michael Bara (Autor, The Choice): Em 1881 um navio chamado Ellen Austin encontrou uma escuna abandonada no Mar dos Sargaços. Mandaram alguns tripulantes para esse navio e navegaram juntos de volta por varios dias. Uns dois dias depois a escuna passou a navegar de forma estranha, e quando verificaram esses tripulantes também haviam desaparecido. Não haviam deixado qualquer tipo de rastro. Como se eles tivessem sido puxados por um raio de luz.
 
*Obs: leia mais detalhes do caso descrito acima abaixo...
 
David Wilcook (Autor, The Synchronicity Key): Também é interessante mensionar que o Mar dos Sargaços esta em contato direto com a região chamada Triangulo das Bermudas. Pode haver algum tipo de portal estelar nessa região. (imagem abaixo)
 
 
 
Os relatos sobre estranhos desaparecimentos no Mar dos Sargaços e também no Triangulo das Bermudas poderiam ser explicados pela presença de um portal estelar?
 
Caso Ellen Austin
 
Quando a escula Ellen Austin navegava a caminho de Boston (EUA), estando a meio caminho, entre as Bahamas e as Bermudas, estranhamente na região do Mar dos Sargaços, encontrou um grande veleiro abandonado a deriva.
 
O capitão então ordenou que fossem feitos sinais luminosos e até tiros para o ar para chamar a atenção dos tripulantes do veleiro a deriva, mas nada aconteceu. Parecia que estava abandonado.
 
Em seguida o capitão ordenou que o Ellen Austin emparelha-se com o veleiro abandonado e em seguida que os tripulantes fizessem a abordagem da embarcação para verificar o que havia acontecido.
 
Quando adentraram a bordo do veleiro, os marinheiros fizeram uma verificação, mas não se notava o menor vestígio de violência, estando tudo em ordem, tudo organizado e limpo.
 
A embarcação carregava madeira de mogno e cedro, o que era comum na época para ser transportado da América Central para a Europa.
 
Um enorme lucro para o comandante Baker do Ellen Austin, que imediatamente colocou a bordo um destacamento encarregado de tomar posse do navio e navegá-lo junto com o Ellen Austin para seu destino, a cidade de Boston nos Estados Unidos. 
 
Os dois navios então partiram e prosseguiram navegando lado a lado, muitas vezes tão próximos que os homens a bordo do veleiro conseguiam conversar com os tripulantes do Ellen Austin.
 
Após algum tempo o veleiro e a escuna se afastaram. O capitão então ordenou que buscas fossem feitas para encontrar o veleiro. Decorreram dois dias antes que o Ellen Austin tornasse a avistar o veleiro capturado.
 
O veleiro então navegava ao sabor do vendo e das correntes oceânicas em velocidade, sendo necessário persegui-lo durante cerca de uma hora antes que fosse possível abordá-lo.
 
Quando chegaram até ele os tripulantes do Ellen Austin surpreenderam-se por não ver ninguém a bordo. Procuraram-nos nos camarotes, nos porões, e nada, nem um sinal. Eles haviam desaparecido sem deixar rastros. 
 
O capitão Baker do Ellen Austin era um homem cético e obstinado. Mandou então embarcar um segundo destacamento no veleiro, desta vez armado até aos dentes e com ordem de abandonar o navio ao menor sinal insólito.
 
Mesmo com a relutância de seus homens, o novo destacamento foi para bordo do veleiro, o qual seguiu novamente navegando bem próximo do Ellen Austin.
 
Tudo transcorreu tranquilamente nos próximos dois dias, quando um denso nevoeiro surgiu em toda a região, reduzindo violentamente o campo visual.
 
Nesse momento o capitão notou que o veleiro foi ficando lentamente para trás, mas ainda conseguia ser visto mesmo com a chegada do nevoeiro. Mais adiante no percurso o nevoeiro se intensificou, e o Ellen Austin perdeu completamente de vista o veleiro com o destacamento a bordo.
 
 
Então o capitão ordenou que o Ellen Austin retornasse para o ponto onde o veleiro estava para reencontrá-lo, mas ao chegar no local, nada foi encontrado.
 
Foram disparados sinais luminosos e tiros para chamar a atenção dos tripulantes do veleiro, mas nenhum sinal foi obtido.
 
Quando o nevoeiro se dissipou, mais buscas foram realizadas, mas nunca mais o veleiro misterioso foi encontrado, e nem tão pouco o destacamento armado que era do Ellen Austin que estava a bordo. Eles desapareceram sem deixar vestigios ou pistas!!
 

Alienígenas do passado \ Caçadores de Mistérios \ Além da Imaginação