Nave gigantesca é pega na transmissão ao vivo da NASA monitorando a estação espacial e possivelmente a Terra

03/04/2018 09:17
 
 
Foi publicado um vídeo de um objeto, considerado por ufólogos renomados como uma "nave-mãe" extraterrestre.. A nave gigantesca foi capturada durante uma transmissão ao vivo da NASA ao redor da Estação Espacial Internacional.
 
Blake e Brett Cousins, conhecidos na comunidade de ufólogos por sua página no YouTube thirdphaseofmoon, publicaram a gravação chocante no dia 17 de julho.
 
No vídeo, um objeto indefinido, aparece ao fundo da Estação Espacial Internacional. O objeto ganha forma e contornos em pouco tempo no video, sendo muito parecido a uma nave espacial de exploração.
 
No entanto, logo que o objeto toma sua forma, desaparece na escuridão infinita do espaço.
 
Eles pediram ajuda a um especialista de OVNIs para esclarecer o que poderia ser esta nave, que, segundo eles, estava "monitorando" a estação.
 
"Primeiro, quando estava olhando para ela, não sabia exatamente o que estava vendo, mas quando o vídeo avança, você começa a ver as coisas mudando… dá para ver dois pontos laranjas ao redor dela, especialmente um acima da estação, como se a luz estivesse vindo da Estação Espacial Internacional. No fim do vídeo, a coisa inteira se reduz um pouco. Poderia ser uma nave-mãe gigante, sendo aqueles dois pontos laranja duas naves de excursão, que sempre nos visitam", disse o especialista.
 
.
A filmagem começa em 0:18 segundos
 
 
Ele também explicou que os "discos", vistos geralmente por seres humanos na Terra, são na verdade "pequenas naves", que são lançadas por naves-mães, como aqueles capturados no vídeo.
 
Alguns acreditam que é uma "nave-mãe interestelar" monitorando atividades da NASA. Alguns acrescentaram que a NASA esconde a verdade sobre extraterrestres desde seu primeiro encontro com OVNIs.
 
"Claramente somos um planeta protegido como uma reserva natural ou estamos sendo protegidos ou governados por outra raça aleia […] extraterrestres provavelmente nos visitam para observar, mas possuem um acordo de não entrar em contato conosco" escreveu um dos comentaristas.

 

Fonte