Mistério do Mundo: Uma possível múmia alienígena de 13.000 anos descoberta pela KGB no Egito

 
 
Há poucas informações sobre essa “múmia alienígena”, existe apenas um documentário que foi transmitido exclusivamente pela rede Sci-Fi em 1998 que fala sobre o assunto, chamado “Arquivos secretos de abdução da KGB”.
 
A única opinião autorizada foi fornecida pela mesma rede de televisão americana no momento da transmissão, segundo a qual a equipe de especialistas responsáveis pela avaliação do filme confirmou sua autenticidade.
 
A cadeia americana transmitiu o filme apenas uma vez, e não há outra cópia do vídeo disponível, exceto os curtas-metragens disponíveis on-line, graças a quem dedicou um tempo para gravar a transmissão.
 
O filme mostraria uma expedição secreta da KGB ao Egito como parte do "Projeto Isis", no qual a inteligência soviética descobriu a existência do que parece ser a múmia de um alienígena.
 
Tudo começou com as revelações de Viktor Ivanovich, um neurologista russo e astrofísico contratado pelo Kremlin como consultor científico para o desenvolvimento de sistemas avançados de propulsão.
 
Como ele mesmo disse à Sci-Fi, Ivanovich teve acesso a alguns arquivos secretos da KGB nos quais se falou de uma expedição em 1961 como parte do "Projeto Isis".
 
Seu objetivo era descobrir vestígios do conhecimento e da tecnologia do Egito antigo que poderiam ser usados para aplicações militares.
 
 
 
A equipe da missão consistia de egiptólogos da Academia Soviética de Ciências, especialistas militares especializados em química e radioatividade, alguns astrônomos, incluindo Vladimir Yuri e Sami Sharaf, secretário de Gamel Abdel Nasser, o segundo presidente da República do Egito
 
Se levarmos em conta o período histórico em que a remessa ocorrerá, não surpreende o eixo político entre o Egito e a União Soviética.
 
A expedição foi organizada após a descoberta casual de uma tumba misteriosa feita por dois beduínos em uma das pirâmides de Gizé.
 
As duas vítimas, depois de entrar no túmulo, ficaram doentes e hospitalizadas. Quando foram interrogados pelos agentes da KGB e pela inteligência egípcia, os beduínos repetiram que haviam encontrado o "Deus Visitante".
 
Desde então, o "Projeto Isis" se tornou a principal prioridade e todos os esforços foram organizados para encontrar e analisar o túmulo descoberto pelos dois beduínos.
 
A expedição foi organizada em conjunto pelos dois países em segredo, por medo de que a CIA, os serviços de inteligência dos EUA, pudessem tomar conhecimento da descoberta.
 
A descoberta mais surpreendente diz respeito à múmia. A múmia parece ter uma altura superior a 2 metros, muito superior à altura média dos habitantes do Antigo Egito.
 
A análise do carbono 14 feita pelo biólogo molecular Boris Timoyev revelou que o corpo remonta há 13.000 anos, milhares de anos antes do período dinástico egípcio.
 
 
Caso as informações reveladas pelo Dr. Ivanocih sejam verdadeiras, precisaremos reconsiderar toda a evolução cultural da civilização humana. Qual a sua opinião sobre isso?