Mais um astronauta relatou ter avistado OVNIs no espaço: O que eu vi não pode ser explicado e talvez nunca consigam

Imagem Ilustrativa
 
 
O astronauta da NASA, Jim McDivitt, uma vez confessou ter observado um OVNI no espaço, descrevendo o objeto misterioso como tendo uma forma ‘cilíndrica branca’, com um braço se estendendo para o lado de fora do objeto.
 
O astronauta encontrou o possivel OVNI no segundo dia da missão Gemini 4, em junho de 1965. Gemini 4 foi o segundo voo espacial tripulado no programa Gemini e o décimo voo espacial americano. No segundo dia da missão, que viu o astronauta Ed White realizar o primeiro 'EVA' ou caminhada espacial nos EUA, McDivitt lembrou-se de ter visto um objeto fora da espaçonave Gemini.
 
Ele explicou em 1975:
 
"Na época, vi algo na minha frente ou fora da espaçonave que eu não conseguia identificar e nunca fui capaz de identificá-lo, e acho que ninguém jamais vai conseguir.
 
Estávamos em voo à deriva e meu parceiro, Ed White, estava dormindo.
 
Eu não conseguia ver nada na minha frente, exceto apenas o céu escuro.
 
E ele estava girando ao redor, notei algo na frente que tinha uma forma cilíndrica branca com uma vara branca saindo de um canto dele – parecia uma lata de cerveja com um lápis liso saindo dela."
 
Mas ele não focou ou expôs corretamente as fotografias para capturar adequadamente o OVNI (é isso que a NASA diz).
 
 
 
Mais tarde, ele confirmou que o objeto estava flutuando bastante proximo de sua espaçonave, uma vez que era visível para ele.
 
O astronauta disse:
 
"Peguei duas câmeras e tirei fotos dele.
 
Quando o Sol brilhava na janela, eu não conseguia mais ver a coisa e a coisa simplesmente sumiu.
 
Eles checaram os registros do NORAD para ver o que tinham no radar e não havia nada a uma curta distância de nós."
 
Depois que os astronautas voltaram à Terra e as fotografias da missão foram processadas, as imagens 'falharam' em revelar o que o astronauta viu.
 
Ele disse:
 
"Eu vi as fotos que foram divulgadas.
 
Voltei e examinei cada quadro de todas as fotos que tiramos e não havia nada lá como o que eu tinha observado."
 
 
 
Na época do ocorrido, alguns jornalistas especularam que o astronauta poderia ter visto um satélite secreto. Afinal, a corrida dos Estados Unidos à Lua fazia parte da Guerra Fria com a União Soviética.