Khatt Shebib: O misterioso muro encontrado Jordânia que desafia a historia....

A muralha foi documentada pela primeira vez em 1948 pelo britânico diplomata Alec Kirkbride e ainda hoje muito pouco se sabe sobre ela: O comprimento total pode ser de até 150 quilômetros..

 
 
Quando falamos em um muro, o propósito atribuído a ele com certeza vem de segurança. Porém, esse fator não se encaixa ao muro de Khatt Shebib, localizado na Jordânia. 
 
A muralha foi documentada pela primeira vez em 1948 pelo britânico diplomata Alec Kirkbride. Durante uma viagem de avião, ele viu o que chamou de 'muralha de pedra que atravessa o país sem uma função óbvia'. 
 
 
Desde então diversas perguntas foram feitas; como, porque e por quem foi erguido o muro? 
 
Hoje em dia um grupo de arqueólogos da Jordânia trabalha em um projeto que estuda fotografias aéreas de vestígios da muralha, que vai do norte e nordeste do país, ao sul e sudoeste por uma distancia de mais de 106 quilômetros.
 
 
Hoje em dia a estrutura se encontra em quase total degradação, porém, se somarmos a extensão da parede paralela, o comprimento total pode ser de até 150 quilômetros.
 
 
Quando a construção foi erguida provavelmente tinha mais de 1 metro e meio de altura e mais de 50 centímetros de espessura.
 
 
Ao longo do Khatt Shebib, os arqueólogos também localizaram os restos de 100 torres que medem de 2 a 4 metros de altura. Algumas delas foram construídas provavelmente após a edificação do muro. 
 
 
A unica pista conhecida sobre a data de construção dessa muralha vem da cerâmica encontrada nas torres e em outros lugares ao longo do muro; e a idade do monumento é estipulada de 312 antes de cristo até 106 depois de cristo.
 
 
Acreditava-se inicialmente que a construção tinha sido erguida para servir de obstaculo para exércitos inimigos, mas esta conclusão é sem lógica. Uma vez que o muro não é alto o suficiente e não há sinais de uma civilização neste lugar...
 
Caçadores de Mistérios \ Mundo Desconhecido