Misteriosa ilha aparece e desaparece sem explicação nas Ilhas Canárias..

A ilha é real, foi registrada em vários mapas antigos e até foi fotografada por um fotografo de prestigio da ABC (Jornal Espanhol). Quem conseguiu desembarcar na ilha registrou ter encontrado seres e fenômenos nunca antes vistos.. 

 
 
Havia um santo irlandês no século VI chamado chamado San Brandán, que motivado por lendas e historias muito antigas queria navegar pelos mares do Oceano Atlântico para encontrar uma ilha fantasma que aparecia e desaparecia. 
 
Esta ilha foi chamada de 'Ilha do Paraíso'. Ela foi criada por deuses e era protegida da humanidade. San Brandán reuniu 14 monges e após 7 anos navegando pelo Oceano Atlântico encontrou a ilha da lenda.
 
Em suas viagens nesses 7 anos ele viu coisas muito estranhas, como por exemplo, uma coluna de cristal que saia do fundo do oceano e conectava com o céu. Ele também viu estranhos seres, luzes misteriosas, e demônios que saiam do mar... 
 
Nesta ilha havia algumas coisas estranhas. Alem de seres misteriosos e demônios, ele encontrou gigantes. Homens gigantes que mediam mais de 4 metros e andavam livres pela ilha.
 
 
No local, ele tambem se deparou com enormes tremores que aconteciam quando a ilha aparentemente se movia pelo mar. Isso os obrigou a voltar para o navio. Todos estavam com medo de ficarem presos no local e nunca mais poderem voltar para terra firme.
 
Esta historia é uma lenda que ressoa muito nas Ilhas Canárias. Isso por que, nesse local, muitas vezes se viu uma ilha aparecendo e desaparecendo no horizonte. E pela semelhança com a lenda de San Brandán, chamaram essa ilha de 'San Borondón'. 
 
Como se sabe as Ilhas Canárias são 7 La Palma, Tenerife, Gran Cabaria, Fuerteventura, Lanzarote, El Hierro, e La Gomera. Mas de acordo com alguns mapas antigos a Ilha de San Borondón fazia parte desse grupo de ilhas. 
 
Mapas: Existem representações cartográficas em que, ao longo dos séculos, surge San Borondón - aparentemente o local da ilha sofre variações
 
*Planisphere of Hereford , de Richard de Haldinghan (final do século XIII )
*Planisfério alemão de Ebstorf , com a inscrição "Ilha Perdida, San Brandán descobriu-a, mas ninguém a encontrou desde então" (final do século XIII )
*Carta de Pinciano ( 1367 )
*Mapa anônimo de Weimar ( 1424 )
*Mapa genovês de Beccari ( 1435 )
*Mapa mundial por Fra Mauro ( 1457 )
*Mapa da ilha de San Borondón por Leonardo Torriani ( 1590 )
*Mapa anônimo Francês ( 1704 )
*Mapa da África do Noroeste por Guillermo Delisle ( 1707 )
*Perspectiva de Juan Smalley ( 1730 )
*Perspectiva de Prospero Cazorla ( século XVIII )
*Mapa geográfico de Gautier ( 1755 )
 
 
 
Existem muitas testemunhas que ao longo da historia foram capazes de desenhar a mesma silhueta desta ilha que foi observada no horizonte. Mapas da posição dessa ilha também foram criados (como pode observar acima), assim como varias pessoas tambem desembarcaram nela.
 
O mapa de Pizagano (ou Pinciano) de 1367 e o mapa de Toscanelli 1476 colocam o local desenhado no mapa. Juan de Abreu Galindo, também posicionou a ilha com certas coordenadas ao norte da Ilha El Hierro - retradada sempre em posições diferentes.
 
A grande pergunta seria... O que mostra os satélites hoje em dia? Nossos satélites só mostram 7 grandes ilhas nas Ilhas Canarias. Não encontramos 'San Borondón' em nenhuma parte. 
 
Mas se são tantas as historias, assim como registros, desenhos e mapas que falam dessa ilha, como ela pode desaparecer?? Será que estamos vendo algo similar ao Triangulo das Bermudas, uma especie de lugar onde se conecta a outras dimensões?
 
Nas costas das Ilhas Canárias de vez em quando aparecem fauna e flora que não corresponde as Ilhas Canárias, e que parecem vir do fundo do mar. É como se a ilha de San Borondon quando aparecesse deixasse seus restos, e esses restos aparecessem nas ilhas ao redor. 
 
Leonardo Torriani e Pedro Vello foram algumas das pessoas que conseguiram desembarcar nessa misteriosa ilha. Pedro se encontrava navegando nas margens da ilha El Hierro quando de repente fortes ventos o forçaram a desembarcar em uma ilha misteriosa (ilha de San Borondon). 
 
Ele encontrou na ilha enormes pegadas de homens gigantes, o mesmo que na lenda de San Brandán. Tambem pode presenciar ventos estranhos que apareciam na ilha. Algo similar a tornados ou redemoinhos que assustaram muito a todos que haviam desembarcado no local. Pedro Vello voltou para o barco rapidamente deixando alguns de seus homens na ilha. 
 
Após retornarem para resgatar os homens deixados para trás, a ilha já não estava mais no local onde deveria estar. A ilha havia desaparecido completamente.
 
Após varios relatos documentais de pessoas desembarcando nessa ilha, se abriu uma investigação séria para poder encontrar o local por volta de 1721. Porem ninguém foi capaz de encontrar a Ilha de San Borondon.
 
Expedições NAVAIS: Os relatos de San Borondón chegaram a adquirir tanta força nas Canárias que durante os séculos XVI, XVII e XVIII foram organizadas expedições de exploração:
 
Final do século XV : Fernando de Viseu, sobrinho de D. Enrique, o Navegador de Portugal.
1526 : Hernando de Troya e Francisco Álvarez, Gran Canária 
1570 : -----------
3 de abril : Hernán Pérez de Grado,  Afirma ter estado em seu litoral e ter perdido ali parte de sua tripulação. 
Pedro Vello : Caso já relatado acima em detalhes
Fernando Villalobos, regidor de La Palma, com três navios. 
Alonso de Espinosa, governador de El Hierro.
1604 : Gaspar Pérez de Acosta e Fray Lorenzo de Pinedo, franciscano e marinheiro; eles só encontram um acúmulo de misteriosas nuvens e névoas no horizonte.
1721 : Gaspar Domínguez, Tenerife, com uma chalupa (embarcação pequena) no que foi a última expedição oficial, encomendada por Juan Mur e Aguirre, capitão-general das Ilhas Canárias.
 
Em tempos moderno especificamente em 1978, um fotografo de prestigio dentro do ABC, do jornal espanhol, pode fotografar uma imagem real da ilha. Esta imagem que você vê abaixo é uma das imagens reais OFICIAIS, sem manipulação, que nos mostra a silhueta da ilha ao fundo. 
 
 
Esta silhueta é exatamente idêntica - em todos os sentidos - as silhuetas desenhadas e criadas por diversas testemunhas há centenas de anos atrás.
 
 
Alguns teóricos acreditam que, o que acontece na ilha de San Borondon é parecido com o que ocorre no Triângulo das Bermudas. É como se houvesse um salto de uma dimensão para outra ou um portal onde flutua nossa realidade com outra realidade paralela a nossa. E isso poderia explicar as misteriosas aparições dessa ilha. 
 
.