Humanos, gatos, cães, gado – todos desapareceram do vilarejo de Shaanxi, aparentemente da noite para o dia....

16/07/2018 10:43

Luzes estranhas vistas no céu, a aparência de vários OVNIs, e dezenas de cobras vistas deslizando para fora das montanhas para se esconderem. 

 
 
Histórias de desaparecimento existem em muitas mitologias nacionais: Existem a colônia perdida de Roanoke na Carolina do Norte (EUA), a lenda do Lago Angikuni no Canadá, supostamente uma vila inteira na Irlanda, a lenda de Marie Celeste, e até o piquenique apócrifo da Austrália no Hanging Rock. Apesar de ter apenas 69 anos de idade, a República Popular da China acumulou mais do que o seu quinhão de desaparecimentos, muitos deles supostamente patrocinados pelo Estado – inclusive uma aldeia inteira na província central de Shaanxi.
 
De acordo com o relato, todos os habitantes de uma aldeia nas montanhas Qinling desapareceram durante uma noite em 1987 – não apenas os 1.000 habitantes, mas também seus gatos, cães e até o gado. Não surpreendente para a época e localização, as informações são escassas e as fontes são incompletas: um dos principais relatos vem da New Tang Dynasty TV – NTDTV, uma empresa de propriedade do Falun Gong.
 
Segundo a NTDTV, os aldeões foram “transferidos” no meio da noite como parte de uma operação ultrassecreta que estava ligada a um projeto secreto, provavelmente de natureza militar (embora haja, supostamente, uma base nuclear enterrada em algum lugar profundo nas montanhas). “Um grande número de tropas foi despachado [para o local]”, diz um velho morador local à NTDTV. “Eles mudaram toda a vila para outro lugar durante a noite e persuadiram as pessoas a irem junto.” A misteriosa missão aparentemente tinha um codinome, Operação Gato da Noite, ou 夜 狸貓 事件 (yè límāo shìjiàn), e foi negada por uma autoridade local, que alegou ser “apenas um boato!”
 
Talvez. Uma das fontes da história é um romance obscuro chamado Arquivos Chineses, cujo conteúdo pode ter permeado em mitos urbanos, como o Hanging Rock. Por outro lado, a ideia de um governo chinês hiper-paranoico que faz desaparecer uma aldeia inteira sob a calada da noite não é logisticamente impossível. A noção de manobras militares estranhas é levemente persuasiva. O exército da China realizou inúmeros experimentos e exercícios nas décadas de 1980 e 1990 para combinar com a tecnologia no exterior, e pouco se sabe sobre os resultados.
 
Certamente, houve vários desastres e acobertamentos durante esse tempo – notoriamente, a catástrofe de 3 de março em Xichang 1996 西昌. Os detalhes sobre o pior acidente de lançamento da história são conhecidos apenas porque foram testemunhados por inúmeros especialistas estrangeiros. Conforme publicado pela Air and Space Magazine da Smithsonian em 2013, “a vila que costumava fazer fronteira com o centro de lançamento desapareceu, como se nunca tivesse existido. Não há memorial para as vítimas, e seu destino nunca foi mencionado na imprensa chinesa controlada pelo Estado.”
 
 
Naturalmente, ao recontarem ao mistério da vila de Shaanxi geralmente oferecem inúmeras explicações: luzes estranhas vistas no céu, a aparência de vários OVNIs, e dezenas de cobras vistas deslizando para fora das montanhas para se esconderem. No final, a história talvez seja melhor arquivada na pasta “não comprovada” da China.