General dos EUA alertou sobre uma Guerra Extraterrestre: As nações do mundo terão que se unir para a próxima guerra de origem extraterrestre

 
 
A existencia da Unidade de Fenômenos Interplanetarios (UIP) foi confirmada por documentos oficiais do exercito dos EUA.
 
No inicio dos anos 80, o pesquisador Richard Hall, membro da rede de pesquisa civil MUFON, obteve informações sobre a existencia dessa unidade secreta do governo dos EUA.
 
Após varios pedidos de transparencia e apelando á lei da liberdade de informação, o exercito aceitou que essa unidade existiu. 
 
O pesquisador Anthony Bragalia escreveu no seu blog UFO-Iconoclast que existem evidencias suficientes para acreditar que os membros de alto nível envolvidos nessa pesquisa concluiram que eram objetos de origem extraterrestre - os objetos eram de fora da Terra.
 
Em 1955, o general Douglas MacArthur, líder das forças americanas no Pacifico Sul e famoso por seus avistamentos de OVNIs, disse, de acordo com o NY Times: 
 
"As nações do mundo terão que se unir para a próxima guerra, que será interplanetária. As nações da Terra um dia terão que fazer uma frente comum contra pessoas de outros planetas"
 
(Declaração impressa no New York Times pelo general Douglas MacArthur em 1955)
 
" (...) do conflito final entre uma raça humana unida e as forças sinistras de alguma galaxia"
 
(Declaração em seu discurso na Academia Militar de West Point pelo  general Douglas MacArthur em 1962)
 
 
MacArthur supostamente teve um contato com OVNIs em seu próprio aeroporto de Clark nas Filipinas em 1945. Como resultado, MacArthur estabeleceu sua própria Unidade de Fenômenos Interplanetarios, para coletar relatórios de OVNIs.
 
Outro investigador que solicitou documentos do exercito sobre essa unidade secreta é Timothy Good
 
Segundo Good, suas fontes lhe revelaram que a UIP não estava sob o comando de MacArthur, mas sob seu superior, general George C. Marshall, que era secretario da defesa.
 
O Exercito dos Estados Unidos disse que possui 'memória institucional' desta unidade, mas que seus arquivos foram destruidos e que a unidade de estudo desapareceu no final da década de 1950. 
 
Além disso, foi enviado ao general Donovan Wild William 'Bill' (Chefe de Gabinete de Relações Estratégicas. Services - OSS), um arquivo contendo um impressionante numero de 2000 relatórios militares de testemunhas.
 
Consequentemente, ele impôs a censura completa de MacArthur a todos os relatórios de OVNIs por meio de seu Comando no Pacifico até o momento de sua demissão em abril de 1951, quando foi dispensado do comando pelo presidente Harry Truman.

 

Conclusão final (oficial)

Há mais de seis décadas, líderes do Exército que comandavam os Estados Unidos tinham chegado a uma conclusão assombrosa sobre os OVNIs (veiculos desconhecidos) que estavam voando livremente sobre os céus do mundo. Com base nos seus estudos e observações, haviam determinado que alguns destes objetos eram de fato provenientes de outros planetas. 
 
Estes arquivos sobre OVNIs foram confirmados como autênticos pelo governo dos EUA. Anos depois, no entanto, eles permanecem secretos e indisponíveis ao público. Os distintos líderes militares que têm sido implicados nestes projetos ocultos sobre UFOs incluem figuras importantes como os generais Douglas MacArthur, George C. Marshall e Charles A. Willoughby. 
 
 
O Exército fez algumas admissões oficiais surpreendentes sobre a IPU, a partir destes três documentos: 
 
• Concordou que, no seu Departamento de Contra-Inteligência, houve de fato uma Unidade de Fenômeno Interplanetário (IPU);
 
• A IPU foi "desativada" no final dos anos 50;
 
• Os registros da IPU foram cedidos ao Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea em conjunto com o Projeto Livro Azul [Blue Book] - que confirmou que a IPU tratava com o Fenômeno UFO;
 
• O sistema era um "projeto caseiro", como item de interesse a um "anônimo" Assistente Chefe do Setor de Inteligência;
 
• Que a unidade faltou à função/missão, ou à autoridade;
 
• Que somente através de "memória institucional" o Exército sabe da existência da IPU.
 

Fonte \ Outras fontes alternativas: Revista UFO \ Wiki \ Mufon