Fotógrafo profissional fotografa dois OVNIs perseguindo um avião comercial

26/12/2017 13:59

"Tentei fazer experimentos para determinar se insetos ou pássaros poderiam reproduzir resultados similares, o que é impossível... As fotos são autênticas e são objetos que não podem ser explicados"

 
 
O fotógrafo Dan Toomey tirou fotos de dois objeto voando em cada lado do jato de passageiros da empresa Virgin, enquanto fotografava o céu tempestuoso na costa da cidade de Sydney, na Austrália.
 
Toomey disse: “Quando eu estava tirando fotos, vi algo anormal, além da tormenta.  Eu transferi as fotos mais tarde para meu laptop,  fiz um zoom e disse, ‘O que é isto?’ .“
 
 
Na série de fotos, tiradas em 2009, um objeto similar a um disco e outro na forma de charuto são vistos voando em cada lado do avião da Virgin Blue.
 
Nos próximos dias, Toomey tentou descobrir o que eram esses objetos, mas não obteve sucesso.
 
"Tentei fazer experimentos para determinar se insetos ou pássaros poderiam reproduzir resultados similares, o que é impossível – consultei com outros fotógrafos", disse ele. "As fotos são autênticas e são objetos que não podem ser explicados. Se você inverter a foto para o negativo, o avião aparece branco, como um objeto sólido e assim também ficam os outros objetos".
 
 
 
Mas esta não foi a primeira vez que Toomey avistou objetos inexplicáveis.  Ele disse tê-los visto com seus próprios olhos, mas raramente os captou em filme.
 
“Sempre é recompensador ter uma câmera por perto“, disse Toomey que tem 38 anos de idade.
 
Embora as fotos tenham sido tiradas em 2009, até agora Toomey as tinha mantido sem divulgá-las.  Mas, com o desaparecimento inexplicável do Voo 370 da Malaysia Airlines, ele achou que seria hora de compartilhá-las.
 
 
“Há uma grande interrogação ao lado daquela aeronave e muitas teorias da conspiração sobre o que teria acontecido”, disse Toomey.  “Talvez seja hora do mundo saber que estas coisas são reais.“
 
O Voo MH370 estava indo de Kuala Lumpur para Pequim, quando desapareceu sem deixar rastros, em 8 de março.  A procura pela aeronave continua na costa da Austrália, no sul do Oceano Índico.