Experiências paranormais vêm de outra dimensão, afirma cientista

20/04/2018 23:07
 
 
Bernard Carr é professor de matemática e astronomia na Universidade Queen Mary em Londres. Ele estudou com Stephen Hawking e obteve seu doutorado em Cambridge. 
 
Então, se o professor Carr diz que a atividade paranormal é real e que ela está realmente acontecendo em outra dimensão, é importante não descartá-la como uma outra simples teoria da conspiração.
 
Em uma palestra na Euro-PA Conference, Carr explicou por que não devemos ser rápidos demais ao descartar os chamados eventos paranormais. Carr acredita que há uma estrutura hierárquica para as dimensões - muitas das quais não podemos perceber -, mas que a consciência humana é capaz de notar periodicamente os eventos que estão ocorrendo nos planos da existência que, de outra forma, geralmente somos incapazes de interpretar.
 
De acordo com o resumo de sua palestra:
 
Citação de abertura
 
"O modelo resolve problemas filosóficos bem conhecidos sobre a relação entre matéria e mente, elucida a natureza do tempo e fornece uma estrutura ontológica para a interpretação de fenômenos como aparições, EFCs [experiências fora do corpo], EQMs [experiências de quase morte] e sonhos".
 
Consciência é um conceito difícil de entender. Os filósofos vêm debatendo o assunto há séculos. Os cientistas também tentaram formular uma explicação definitiva para o que nos permite pensar e raciocinar como seres humanos.
 
A atividade paranormal não é constantemente registrada com precisão, mas os eventos registrados não podem ser explicados cientificamente. 
 
 
A teoria de Carr supõe que, se esses eventos estão ocorrendo, eles provavelmente não estão acontecendo em uma das três dimensões que somos capazes de perceber. 
 
O que é conhecido como eventos estranhos e impossíveis poderia ser facilmente explicado se levarmos em conta o fato de que nossos cérebros são limitados pela planície de existência com a qual estamos acostumados a interagir.