Exército dos EUA através de visualizadores remotos: Bases subterrâneas de origem desconhecida estão transmitindo algo ao espaço

Pat Price é considerado um dos visualizadores remotos mais bem-sucedidos de Stanford. Uma de suas façanhas foi ver objetos detalhados em instalações secretas da União Soviética (durante a Guerra Fria).
 
 
 
Hoje sabemos, graças ao vazamento de informações, que muitas instituições governamentais em todo o mundo realizaram operações secretas para estudar fenômenos paranormais e extra-sensoriais - que foram comprovados serem reais. 
 
Um desses projetos foi o Projeto 8200, uma iniciativa para estudar a Visão Remota em uma unidade do Exército dos EUA. O objetivo deste projeto foi verificar as alegações de Pat Price sobre possiveis bases extraterrestres subterrâneas, mencionadas na década de 1970.
 
Price, um importante visualizador remoto e um proeminente psíquico do Projeto Stargate (programa de espionagem psíquica da CIA), revelou a localização de 4 bases alienígenas ocultas no planeta (no Alasca, Espanha-França, Zimbábue e Austrália).
 
Pat Price surpreendeu a todos no Stargate Project com sua capacidade de visualização remota: ele deu descrições detalhadas de qualquer coisa em "qualquer lugar do mundo", como disse o ex-diretor da CIA.
 
 
Seu instrumento era sua própria mente, através de um tipo de exercício de projeção psíquica para visualizar lugares distantes.
 
Pat Price é considerado um dos visualizadores remotos mais bem-sucedidos de Stanford. Uma de suas façanhas foi ver objetos detalhados em instalações secretas da União Soviética (durante a Guerra Fria).
 
"Um homem que podia 'ver' o que estava acontecendo em qualquer lugar do mundo através de seus poderes psíquicos ".
 
Projeto 8200 e visualização remota
 
Novos relatórios mostram a obtenção de vários arquivos desclassificados (de 82 a 86) do Projeto 8200. A maioria desses documentos nunca havia sido reportada anteriormente aos superiores das organizações de independência.
 
Durante 2009, o antigo comando Stargate Skip Atwater procedeu à desclassificação de todas as informações em uma conferência da International Remote Viewing Association (IRVA) e, embora atualmente essas informações existam, elas estão disponíveis apenas em cópias impressas, mas infelizmente não em documentos digitais.
 
E o conteúdo desses arquivos desclassificados é muito importante, porque eles revelam a confirmação de outros visualizadores remotos da existência de uma "rede de bases subterrâneas ao redor do mundo" com o objetivo de transmitir algo ao espaço.
 
Os dados coletados no Projeto 8200 também sugerem que essas instalações subterrâneas transmitem informações para uma plataforma remota, localizada no espaço profundo e de origem totalmente desconhecida.
 
 
Foi descrito que a possível plataforma que estaria localizada no espaço profundo seria muito antiga, mas usaria tecnologia bastante avançada. Alguns visualizadores conseguiram "ver" que essas bases são compostas de estruturas naturais e artificiais.
 
Embora essas informações tenham sido obtidas usando a técnica de visualização remota, deve-se enfatizar que esses projetos foram realizados por agências secretas e organizações governamentais em todo o planeta.
 

Fonte