O avistamento de OVNI de Constantino: O evento que mudou definitivamente nossa historia

19/03/2019 20:18

O avistamento de OVNI de Constantino gerou uma das armas mais avançadas de todos os tempos e até hoje não pode ser replicada pelos cientistas...

 
Em Roma, Itália, em 27 de Outubro de 312 d.C., na Ponte Milviá, ao norte da cidade, o imperador deposto Constantino se prepara para reclamar seu trono.
 
No céu, ele testemunha o que mais tarde seria descrito como uma cruz pairando sobre ele. Ele interpreta essa visão como um sinal do Deus cristão. 
 
No dia seguinte, Constantino e seu exercito carregaram a imagem de Chi Rho em seus escudos e bandeiras, um dos primeiros símbolos cruciformes usados pelos cristãos. 
 
Quando saíram vitoriosos o cristianismo se tornou a religião oficial do império romano e o mundo mudou para sempre. 
 
Mas o objeto em forma de cruz que Constantino alegou ter visto no céu seria mesmo um sinal de Deus? Ou seria o sinal de outra força extraordinária? 
 
William Bramley (Autor, The Gods of Eden): Parecia ter o formato de uma cruz, mas a cruz poderia ser um objeto como uma aeronave avançada, a fuselagem as asas, pareceria uma cruz para quem olha de baixo. 
 
Chris Pittman (Historiador UFO): Houve outros sinais importantes, de outros objetos vistos na mesma época, que foram descritos como crucifixos no céu. Se aparecessem no céu hoje, os descreveríamos de forma bem diferente. 
 
Giorgio A Tsoukalos (Alienígenas do Passado): É possível que Constantino, ao invés de ter visto uma cruz flutuando no céu, tivesse visto um tipo de nave extraterrestre? Será que isso foi feito propositalmente para alterar a historia da humanidade? 
 
Mas segundo as teorias dos astronautas antigos, existem evidencias ainda maiores de que o imperador Constantino teve um real encontro com alienígenas. 
 
Logo depois da batalha da Ponte Milviá, dizem que ele adquiriu uma nova arma muito poderosa conhecida como fogo grego. Era a arma mais devastadora da época, dizem também que ela foi dada a Constantino por anjos. 
 
Philip Imbrogno (Autor, Astrônomo): Era conhecida por queimar tão violentamente e ser tão quente, que até mesmo nas maiores tempestades o fogo não apagava.. Até mesmo no fundo do mar ela continuava queimando.
 
Peter Fiebag (Autor, Eternity Machine): Em uma determinada batalha, nós sabemos que o império Bizantino foi atacado por 1800 navios persas. Apenas 15 escaparam, todos os outros foram destruídos pelo famoso fogo grego.
 
Mas talvez, mais assombroso do que o poder invencível do fogo grego, é o fato que os cientistas não conseguiram reproduzi-lo, mesmo 1600 anos depois. 
 
Philip Coppens (Autor, The Ancient Alien Question): Os cientistas tentam identificar o que era o fogo grego há desadas. Ninguém até hoje chegou a uma resposta satisfatória. A resposta mais lógica é que talvez seja algum tipo de petróleo, porque sabemos que ele continua a queimar quando entra em contato com a água. 
 
A formula do fogo grego não chegou a ser conhecida pela maioria das pessoas que usavam a arma, uma vez que o sistema de ativação exigia varias pessoas para opera-la. Mas o que era essa arma misteriosa e de onde ela veio?
 
 
Giorgio A Tsoukalos (Alienígenas do Passado): Existe uma historia de que o fogo grego foi dado a Constantino por um anjo. Os anjos por sua vez deveriam ser criaturas amigáveis que espalham a paz e o amor, e de repente temos esse suposto anjo que da uma das armas mais poderosas e sofisticadas de toda a historia da humanidade a Constantino. Substitua a palavra anjo por extraterrestre e teremos uma historia muito diferente.
 
 
Alienigenas do Passado