Astrônomos podem ter detectado uma guerra real no espaço!!! O evento registrado foi único e nunca antes visto....

05/04/2018 11:11

Esses eventos misteriosos foram extremamente quentes, com temperaturas variando de 10.000 a 30.000 graus célsius (a temperatura da superfície do Sol, em comparação, é em média de 5.000 graus célsius). Essas explosões também eram enormes, variando em tamanho de várias vezes a distância entre a Terra e o Sol, em até cem vezes. Quaisquer que fossem esses eventos, eles eram aterrorizantes de se ver.

 
 
Os astrônomos observaram recentemente o que pode ser descrito apenas como uma série de explosões extremamente brilhantes no espaço, e até agora não há uma boa explicação. Teríamos testemunhado uma batalha REAL no espaço?
 
Os eventos foram detectados pelo Dark Energy Survey Supernova Programme (DES-SN), um programa de colaboração realizado em 25 diferentes instituições astronômicas cujo objetivo é rastrear e identificar supernovas e matéria escura nas vastas áreas negras do espaço. 
 
Segundo suas estimativas, essas explosões – ou o que quer que elas fossem – ocorreram em um canto do Universo a cerca de 4 bilhões de anos-luz de distância. Esses eventos misteriosos foram extremamente quentes, com temperaturas variando de 10.000 a 30.000 graus célsius (a temperatura da superfície do Sol, em comparação, é em média de 5.000 graus célsius). 
 
Essas explosões também eram enormes, variando em tamanho de várias vezes a distância entre a Terra e o Sol, em até cem vezes. Quaisquer que fossem esses eventos, eles eram aterrorizantes de se ver.
 
Os astrônomos da The Royal Society ainda não têm certeza do que exatamente poderia ter causado essas explosões brilhantes. Normalmente, as supernovas duram vários meses, mas esses eventos exibem o brilho máximo por apenas uma semana, aproximadamente. 
 
Uma das muitas teorias aponta que uma poderosa supernova poderia ter incinerado uma nuvem de material ejetado de uma estrela moribunda, embora muito mais dados sejam necessários antes que qualquer conclusão possa ser tirada. 
 
Imagens de um dos eventos transitórios, desde oito dias antes do brilho máximo, até 18 dias depois. Esta explosão ocorreu a uma distância de 4 bilhões de anos-luz. Crédito: M. Pursiainen / University of Southampton
 
 
Contudo, eu tenho que me perguntar: Seríamos capazes de identificarmos algo verdadeiramente anômalo ou único se o testemunharmos? Ou, os cientistas procuram uma explicação mais provável com base em nosso conhecimento atual?
 
Miika Pursiainen, da Universidade de Southampton, vem analisando os dados, mas até agora ficou com mais perguntas do que respostas... “nosso trabalho confirma que a astrofísica e a cosmologia ainda são ciências com muitas perguntas não respondidas!”…
 
Estaria ocorrendo uma verdadeira guerra espacial como alguns delatores e têm informado??