Aqueles que se rebelaram contra os Anunnaki e a origem da humanidade

 
 
Talvez o termo Igigi não lhe pareça familiar. Mas... quem eram eles? E o que eles têm a ver com os Anunnaki? e ainda mais... o que sua rebelião tem a ver com a criação do ser humano?
 
Segundo a mitologia, os Igigi eram "deuses" mais jovens e serviam os Anunnaki na época. Mas, como tudo muda e continua seu curso, eles se rebelaram, fazendo com que os Anunnaki nos criassem.
 
É sabido que os Anunnaki tinham uma necessidade de ouro e, por isso, precisavam de trabalhadores; Essa talvez tenha sido a razão secundária pela qual eles tiveram que criar a espécie humana, misturando seu próprio DNA com o DNA dos hominídeos existentes no planeta como resultado da evolução.
 
"Igigi" ou "Igigu" é um termo semítico que se refere a um grupo de deuses do panteão da Mesopotâmia; mas mais estudos são necessários para serem entendidos. Conforme relatado na página da Oracc, o termo aparece no poema de Atrahasis, herói na versão babilônica da Epopéia de Gilgamesh, a história por trás do grande dilúvio.
 
O texto data do século XVII a.C. e está gravado em tabuas guardadas no Museu Britânico de Londres. A descoberta forneceu evidências da relação entre os Anunnaki e os Igigi.
 
O texto é composto por três tabuas cada uma desenvolvida em oito colunas, quatro na frente e quatro atrás, cada coluna é composta por cerca de 55 linhas.
 
Portanto, todo o trabalho consiste em um total de 1.245 linhas.
 
 
Depois que os Anunnaki chegaram à Terra e assumiram o controle, eles impuseram os deuses menores Igigi a trabalhar na Terra, em uma área onde o deus Enlil reinava. Os Igigi escavaram os canais dos atuais rios Tigre e Eufrates e outros canais. Diz-se que o trabalho pesado dos deuses Igigi, realizado dia e noite, durou 2.500 anos.
 
 
Assim, como toda injustiça, mais cedo ou mais tarde, traz consigo uma rebelião, a partir da linha 39 do 'Tablet I' do poema, esses deuses começaram a refletir, até que um deles deixou o trabalho e se levantou.
 
Um dos Igigi jogou as ferramentas de trabalho no fogo, e eles marcharam juntos, indo em direção ao santuário Enlil. 
 
As linhas estão parcialmente danificadas, mas parecem indicar que os Igigi não queriam os companheiros mais cansados, forçando os Annunaki a encontrar uma solução permanente. É então que os Anunnaki criam os humanos, que depois tiveram que suportar o trabalho dos deuses.
 
Anu responde que ele entende bem as razões dos Igigi, seu trabalho é grande demais, por isso sugere a criação do homem. Ele então convoca a deusa Mammu (ou Mami, a ancestral de "mãe"), a deusa mãe, para fazer parte dessa criação e comunica sua decisão aos Igigi, que, sentindo-se livres de seu trabalho exaustivo, se alegraram.
 
Mammu então prepara o trabalho da criação, por esta razão os deuses Igigi decidem indicar Mammu como a "Senhora de todos os deuses" (kala-Belet-ili). E (Mammu) mistura o barro e depois convoca os Anunnaki e Igigi para cuspir na massa.
 
 
O homem está pronto para "ser" e receberá a tarefa que anteriormente era para os deuses Igigi: o trabalho pesado da Terra.