A Teoria Nêmesis: A estrela companheira do Sol que teria causado varias extinções em massa

Dois paleontólogos ao observarem os padrões de extinção descobriram algo que pareceu totalmente insano. Eles falaram que extinções similares veem ocorrendo em intervalos regulares de 26 milhões de anos.
 
 
 
A Teoria Nêmesis: A extinsão ocorre de tempos em tempos!!
 
Na verdade existe somente duas explicações plausiveis para a regularidade das extinções. Uma delas é a Teoria Nêmesis, a outra defende que as extinções ocorreram acidentalmente a cada 26 milhões de anos. 
 
Como exatamente Nêmesis desencadearia a extinção com tamanha regularidade??
 
A possivel resposta esta em uma região do Sistema Solar conhecida como nuvem de Oort. A nuvem de Oort é o local onde muitos cometas ficam. Estas coisas ficam congeladas no espaço, mais ou menos no meio do caminho entre nós e as estrelas mais próximas. 
 
A grande maioria dos cometas da nuvem de Oort orbita a uma distancia segura de até um ano luz do Sol. Isto é, até algo perturbar suas orbitas. 
 
Ocasionalmente uma estrela irá surgir e agitar suas orbitas e desta pequena alteração muitas coisas podem acontecer. Podem faze-los sair e deixar o Sol completamente, pode mudar levemente suas orbitas, entre outras varias alterações...
 
Segundo a teoria Nêmesis o delicado 'equilibrio' do Sol é perturbado por sua irmã gemea estelar a cada 26 milhões de anos. E como em um filme de terror esta irmã gemea pode ser quase invisivel. 
 
Alguns cientistas suspeitam que Nêmesis seja uma estrela escura, ainda não descoberta orbitando o Sol. E a cada 26 milhões de anos ela semeia a catastrofe.
 
Greg Laughlin (Univ. Of California, Santa Cruz): Sabemos que o sistema solar é cercado por uma imensa nuvem de cometas, e as passagens sucessivas desses companheiros do Sol lança cometas para dentro do Sistema solar, alguns podem atingir a Terra. A conseguencia é a morte em escala colosal. 
 
Hoje é amplamente aceito que uma rocha do espaço causou o fim da era dos dinossauros 65 milhões de anos atrás.
 
Mike Brown (Caltech): Hoje nós estamos convencidos de que o fim de uma grande fração de vida na Terra há 65 milhões de anos foi a queda de um cometa.
 
Mas o astronomo Richard Muller propos uma teoria revolucionaria para explicar porque aquela rocha espacial atingiu a Terra naquele momento em particular. 
 
Richard Muller (Lawrence Berkeley Natl. Laboratory): A teoria nemeses postula que existe uma estrela orbitando o Sol em um periodo de 26 milhões de anos. 
 
Muller acredita que a medida que Nêmesis se aproxima do Sol sua força gravitacional lança cometas através do sistema solar. Os consequentes impactos resultaram em eventos de extinção em massa na historia da Terra. 
 
Miller explica como a teoria surgiu..
 
Richard Muller (Lawrence Berkeley Natl. Laboratory): Dois paleontologos ao observarem os padrões de extinção descobriram algo que pareceu totalmente insano. Eles falaram que extinções similares veem ocorrendo em intervalos regulares de 26 milhões de anos.
 
 
 
A descoberta do padrão regular de extinções a cada 26 milhões de anos pareceu impossivel de ser atribuida a qualquer evento terrestre. 
 
Muller elaborou uma incrivel teoria, a unica causa lógica para estas extinsões periodicas é um elemento cósmico que orbita o Sol a cada 26 milhões de anos afetando os cometas a cada aproximação. Em resumo uma estrela da morte companheira do Sol.
 
Richard Muller (Lawrence Berkeley Natl. Laboratory): Se esta estrela for descoberta, será muito importante. Ela teve um papél essencial na evolução da vida na Terra. Sem ela talvez os dinossauros ainda existissem.