A possível nave gigantesca de origem alienígena esquecida na superfície da Lua?

 
 
Para muitos, a ideia de que as missões secretas na Lua foram realizadas é algo muito difícil de acreditar. Especialmente, quando é adicionado a isso a possível recuperação de tecnologia alienígena. 
 
Enquanto muitos acreditam que a ideia da existência da Apollo 20 é apenas outra teoria, há muitas pessoas ao redor do mundo que acreditam que algo como isso é inteiramente possível.
 
Embora a chamada missão Apollo 20 possa muito bem ser uma daquelas fraudes elaboradas, existem alguns detalhes que valem apena investigar. 
 
Oficialmente a Apollo encerrou seu programa espacial 'Apollo' com a missão Apollo 17, apesar de terem planejado mais missões na Lua com as missões Apollo 18, 19 e 20.
 
No entanto, muitos acreditam que, em segredo, a NASA enviou outras 3 missões a Lua, onde os astronautas supostamente exploraram estruturas antigas na superfície lunar e até mesmo recuperaram tecnologias extraterrestres. 
 
Uma das citações mais interessantes sobre estruturas na Lua vem  do Dr. Brandenburg, que forneceu o que alguns chamam de evidencia substancial da vida extraterrestre presente no sistema solar.
 
 
"A missão Clementine era a missão de reconhecimento fotográfico, basicamente, para ver se alguém estava construindo bases na Lua, das quais não sabíamos nada."
 
"Das fotos que analisei e que mostram possíveis estruturas, a mais impressionante foi a de uma estrutura reta de uma milha (cerca de 1.600 m) de comprimento. Isso parecia indiscutivelmente artificial e não deveria estar ali. Causou grande preocupação porque não era nossa, não tínhamos como construir aquilo, ou seja, outros a construíram".
 
Curiosamente, em 2007, vários videos interessantes foram postados no Youtube por William Rutledge, uma pessoa que afirma ter feito parte da Apollo 20. 
 
Rutledge afirma que existem inúmeras estruturas no lado oculto da Lua e até mostrou videos das estruturas: 
 
"Era chamada de cidade da Lua, mas parecia lixo espacial, porque estava cheia de "sucata" e peças de ouro; mas apenas uma construção parecia intacta, a chamada catedral."
 
A Apollo 20 foi enviada para o lado oculto da Lua, para uma região perto da Cratera Tsiolkovsky. Sua missão era investigar um estranho e grande objeto descoberto por membros da tripulação da missão Apollo 15.
 
 
 
Uma vez na Lua, a tripulação da Apollo 20 encontrou um objeto colossal com 3.200 metros de comprimento. Era uma nave de origem extraterrestre, e não muito longe, outra nave menor. 
 
"Tiramos fotos das peças de metal... A cidade parece ser tão antiga quanto a nave. "