A maquina de energia gigante : O mistério por trás das pirâmides da Bósnia

 
 
A ideia de que a Pirâmide da Bósnia é, de fato, uma das mais antigas pirâmides na superfície do planeta, e que pertence a um conjunto de estruturas antigas na área, é fortemente contestada por muitos cientistas que se recusam a aceitar a noção de que são estruturas altamente avançadas.
 
Curiosamente estruturas subterrâneas enormes tambem foram descobertas no local, como câmaras, labirintos e até mesmo lagos subterrâneos. 
 
A ideia de que a Pirâmide da Bósnia (conhecida como Pirâmide do Sol) é uma máquina gigante de energia, que pode produzir e partilhar essa "força" sem necessidade de fios, é considerada por muitos como uma hipotese ridícula. Porem após estudos aprofundados essa ideia se tornou bem mais aceitavel...
 
 
Estudos recentes realizados nas pirâmides da Bósnia descobriram características incríveis que estão lentamente mudando a forma como a sociedade vê a história e a arqueologia. A Pirâmide do Sol, com seus 220 metros de altura, ultrapassa a Grande Pirâmide do Egito, que mede 147 metros de altura. No entanto, o que encontramos de intrigante na pirâmide da Bósnia é que ela tem uma orientação quase exata do Norte com uma margem de erro de apenas 0 graus, 0 minutos e 12 segundos.
 
As formas geométricas misteriosas de Visoko foram notadas pela primeira vez pelo Dr. Osmanagic, quando ele viajou para a cidade de Visoko, e as colinas enigmáticas lhe chamaram atenção.
 

Idade

 
De acordo com uma análise realizada no local, a Pirâmides do Sol na Bósnia tem mais de 25.000 anos de idade. Este achado confirma que as Pirâmides da Bósnia são as mais antigas pirâmides conhecidas no planeta. Ja que foram feitas a milhares de anos antes da Pirâmide de Queóps
 
 

O estranho feixe de energia 

 
Os investigadores descobriram um feixe de energia (eletromagnético na natureza) que vem através do topo da pirâmide do Sol (Bósnia).  O raio do feixe é de 4,5 metros, com uma frequência de 28 kHz com uma força de 3,9 V. De acordo com pesquisadores o feixe é contínuo e sua força cresce à medida que se move para cima e para longe da pirâmide. Este fenômeno contradiz as leis conhecidas da natureza, física e tecnologica e poderia muito bem ser a primeira prova "tangível" de tecnologia não "convencional" encontrada na Terra usada na antiguidade.
 
 

O feixe de ultra-som

 
O feixe de "ultra-som" encontrado na Pirâmide do Sol na Bósnia vem em blocos regulares de 9,3333 Hz com picos de até 28.3000 kHz. Além disso, de acordo com o teste, a origem do "feixe" deixando a Pirâmide do Sol (não visivel a olho nú) situa-se abaixo da pirâmide da Bósnia, a uma profundidade de 2440 metros.  O estudo também demonstrou altas concentrações de íons negativos, que estão gerando mais de 10 kilowatts de eletricidade. 
 
 

Íons negativos

 
Íons negativos em abundância. Projeções de energia demonstraram que o nível de ionização possue mais de 43.000 íons negativos que são cerca de 200 vezes maiores do que a concentração média, o que faz com que essas câmaras subterrâneas exibam propriedades curativas.
 
 

Radiação negativa

 
Níveis de "radiação negativa". O que é ainda mais impressionante é o fato de testes confirmarem que os níveis de "radiação negativa", através das linhas Hartman, Curry, e Schneider serem iguais a zero nos túneis . Não havia nenhuma radiação encontrada nos túneis e nenhuma radioatividade cósmica. Esculturas de cerâmica foram descobertas ao longo das correntes de água subterrânea que estão posicionadas de tal maneira que a energia é convertida de negativa para  positiva. Todas essas experiências apontam para o labirinto subterrâneo como uma das construções mais seguras no mundo ..