A cidade que foi totalmente destruída por uma possível nave extraterrestre no passado

De acordo com os antigos textos em sânscrito: com essa nave espacial, ele atacou a cidade, jogando energia através de armas que se assemelhavam a um raio. 

 
 
 
Em 2001 pesquisadores do instituto oceânico da Índia detectaram anomalias no fundo do Golfo de Cambaia a 11 quilômetros da costa. 
 
Eles haviam sido designados pelo governo indiano para fazer um teste de poluição no Golfo, no noroeste da Índia. No entanto, eles encontraram algo bem diferente e inesperado. 
 
Os sonares começaram a retornar com imagens de estruturas irregulares, algo que sem duvida não poderia ser natural. As imagens revelaram uma rede enorme de edifícios de pedra, agora encobertos por lama e areia. 
 
 
Duas cidades posicionadas ao lado de antigos canais fluviais foram descobertas. São cidades que foram submersas em uma determinada época onde a atual arqueologia nos diz que não havia cidades ao redor do mundo.
 
 
Correntezas poderosas tornaram quase impossivel que se mergulhasse 50 metros até o fundo. Ainda sim cientistas recuperaram duzias de artefatos incluindo madeira e pedaços de cerâmica. 
 
Michael Cremo (Autor, Forbidden Archeology): Algumas datas em alguns artefatos humanos que foram trazidos se estendem até 32.000 anos. Oceanógrafos também concluíram que á área foi coberta por água a 9.000 anos.
 
David Childress (Autor, Technology of the Gods): Os principais estudiosos de hoje dizem que a antiga civilização indiana data somente de 4.000 ou 5.000 anos. Porem alguns estudiosos alegam que a civilização indu data de muitas dezenas de milhares até centenas de milhares de anos. 
 
Outro recente descobrimento pode mudar ainda mais nossa historia e mudar tudo o que sabemos sobre as antigas civilizações: A 320 quilômetros a noroeste fica a moderna cidade de Dwaraka. Arqueólogos cavaram profundamente a cidade e encontraram sinais de um estabelecimento afundado pelo mar. 
 
 
 
Inspirados por este achado, especialistas começaram a procurar por ruínas nas águas da costa. A 20 metros da superfície mergulhadores descobriram paredes de arenito, ruas de pedra, e um porto. Os pesquisadores declararam essas ruínas como os restos da antiga e lendária cidade Dwaraka.
 
 
Antigos textos indus explicam que a lendária cidade de Dwaraka era a moradia de Lord Krishna, uma divindade....
 
Dwaraka era uma cidade muito poderosa que foi governada por Lord Krishna. Krishna é ainda hoje referenciado. Ele é um dos maiores deuses que existe na cultura indu 
 
Textos indus explicam que um rei chamado Salwa atacou Lord Krishna na mistica cidade de Dwaraka. A teoria do astronauta antigo acredita que as descrições da batalha sugerem o uso de tecnologia alienígena e até de naves espaciais. 
 
 
De acordo com os antigos textos em sânscrito, com essa nave espacial, Salwa atacou a cidade, jogando energia através de armas que se assemelhavam a um raio. 
 
Ele destruiu grande parte da cidade dessa maneira. Quando isso aconteceu o deus Krishna, respondeu com armas mais poderosas atirando na nave espacial de Salwa. As armas são descritas como flechas, mas elas não são flechas normais. Dizem que rugiam como trovões quando eram lançadas e lembravam raios solares.
 
Em resposta diz-se que a nave de Salwa começou a desaparecer e aparecer em lugares diferentes simultaneamente. Ele parecia estar se movendo de forma que se assemelhava a modernas descrições de OVNIs. 
 
O que estamos vendo nesse relato é uma espaçonave feita de metal que disparava com armas sofisticadas em um cidade na Terra. 
 
A lenda diz que Krishna, eventualmente, partiu da Terra e o mar consumiu sua cidade. 
 
 
Para muitas pessoas, a descrição de cidades antigas, nos escritos em sânscrito da Índia eram simplesmente mitologia, mas com a descoberta dos restos de uma cidade afundada ao largo da costa da Índia, localizada em Dwaraka, tudo muda.
 
Muitos estudiosos estão começando a olhar para estes antigos escritos com um novo olhar, e não simplesmente como mitologia, mas como reais registros históricos.