Mistérios do Mundo: Por que tantas estruturas antigas são orientadas para Orion??

26/12/2021

Foi de Orion que vieram os DEUSES relatados por tantas civilizações antigas???

As avançadas civilizações do passado levantaram monumentos, calendários e até mesmo observatórios astronômicos únicos que lhes permitiam rastrear a posição de corpos celestes próximos e distantes. Uma das constelações que mais gerou interesse por algum motivo no passado distante é Orion. Sua representação foi achada até mesmo na presa de um mamute de 32,5 mil anos atrás.

Especialistas do MKU, que levantaram vários estudos nos antigos santuários hiperbóreos na Península de Kola, no Mar Branco, ligaram suas fascinantes descobertas com linhas convencionais. No mapa final, a constelação de Orion surgiu.

O 'pilar oscilante de Tatev' ou 'Uswinging Pillar of Tatev' (levantado aproximadamente em 893-895), localizado no território da Armênia, está orientado para o cinturão de Orion, um aparelho astronômico tecnológico singular no mundo, "uma ininterrupta sentinela da contagem mais precisa do espaço-tempo".

Muitas áreas diferentes no planeta estão associadas a esta constelação. Na verdade, o numero de lugares só aumenta cada vez mais a cada ano com novos achados sendo feitos constantemente.

Aparentemente cada país está conectado com à constelação, tentando apresentar a todos seu envolvimento no grande poder cósmico. Curiosamente, aconteceu que para todas as civilizações antigas ao redor do globo esta constelação era o centro dos céus, o local mais importante de todos.

É chamado de Orion (ou Órion) desde a época da Grécia Antiga. Os Rusichi o chamavam de Kruzhilia ou Kolo, os armênios - Hayk (teorizando que esta é a luz da alma de seu ancestral congelada no céu). Os Incas chamavam de Orion Chakra.

Mas por qual motivo Orion é tão crucial e importante para antigas civilizações? Por qual motivo afinal tantas estruturas e construções arqueológicas são orientados para ele e correlacionados com seu movimento?

"O que observamos acima (ou 'no céu' como é mencionado em determinadas fontes) é idêntico ao que observamos abaixo (ou em 'terra' de acordo com determinadas fontes)"

Esse princípio acima é claramente demonstrado pelas pirâmides egípcias, que são cópias em terra, um mapa megalítico, uma representação perfeita das estrelas mais brilhantes de Orion. E não somente esses monumentos. As duas estruturas piramidais localizadas em Teotihuacán, junto com o templo Quetzalcoatl, estão posicionadas da mesma forma.

Curiosamente, vários estudiosos perceberam semelhanças notáveis entre o cinturão de Orion e três grandes vulcões marcianos. Seria apenas uma coincidência? Será que são estruturas criadas por antigas civilizações assim como na Terra?... Nós até hoje não temos total certeza. Provavelmente esses "sinalizadores" tenham sido deixados em todos os lugares do sistema solar, obviamente apontando para esse local.

O que será que as antigas civilizações queriam dizer? Que tipo de mensagem ou mesmo aviso tentaram passar aos seus descendentes distantes?

Governantes (dos mais diversos tipos) da antiga civilização egípcia tinham em mente que seus poderosos deuses (seres divinos) vieram do céu ou das estrelas (provavelmente de fora do planeta), tendo voado de Orion e Sirius em forma humana. Orion (em particular, a estrela Rigel) para eles foi associado a Sah (representando uma constelação que abrangia as estrelas de Orion e Lepus), e mais tarde com Osíris. Sirius simbolizou a deusa Ísis. Acreditava-se, com base no que foi encontrado sobre, que essas duas divindades (seres supremos celestiais) deram origem a humanidade e que as almas dos faraós mortos voltaram a Orion para renascer mais tarde.

Mistério...

Como esclarecem os teóricos dos antigos astronautas e historiadores, as associações com Osíris não são acidentais como alguns propõem, porque o mito do progenitor, o poderoso 'caçador Orion' (*na mitologia grega, foi um enorme caçador, um dos maiores a serviço de Artemísia), é a primeira imagem de Deus na consciência humana, comum a todos os seres humanos existentes. Deus que morre e volta da terra dos mortos.

Conexão Hopi

Os índios Hopi vivem na América Central, cujas as estruturas de pedra eram muito semelhantes a uma representação da constelação de Orion nos solstícios de verão e inverno.

Também se teoriza que a constelação de Orion é um portal para o universo tridimensional paralelo, que é bem mais velho que o nosso e está em uma classificação de desenvolvimento superior. Talvez tenha sido desse local que nossos 'professores do passado', que auxiliaram as civilizações antigas, vieram.


ATENÇÃO: Não copie SEM AUTORIZAÇÃO, material protegido!!