Uma explosão nuclear na antiguidade de origem desconhecida teria realmente acontecido, e existem fortes evidências disso

26/09/2016 15:14

É possível que uma cidade antiga que pertencia à civilização do Vale do Indo tenha sido destruída por ataques nucleares a milhares de anos atrás?

 
 
Apenas sete anos depois da primeira explosão atômica no Novo México, o físico teórico Robert Oppenheimer, uma das pessoas nomeadas como "pai da bomba atômica" estava dando uma palestra na Universidade de Rochester.  Nessa ocasião, um estudante perguntou-lhe se o primeiro dispositivo nuclear que explodiu foi a de Alamogordo, durante o Projeto Manhattan. Dr. Oppenheimer respondeu: Bem... Sim. Nos tempos modernos sim, claro.
 
O que o Dr. Oppenheimer quis dizer? Se olharmos para a resposta do físico teórico, literalmente, significa que em tempos antigos bombas nucleares - ou variações delas - existiam entre civilizações antigas.
 
Consequentemente, isso nos leva a uma das questões mais importantes que a maioria de nós tem tentado responder: foi a humanidade visitada no passado distante por outras civilizações fora da Terra. Se assim for, será que já naquela epoca ja existia tecnologia avançada a ponto de existir bombas nucleares?
 
Nos dias de hoje no Paquistão, nas proximidades das margens do Rio Indo, podemos encontrar um dos sítios arqueológicos mais enigmáticos sobre a superfície do planeta - que pertenceu a uma das civilizações mais antigas do mundo - Mohenjo-Daro.
 
Mohenjo-Daro (que significa 'Monte dos Mortos' no idioma Sindi), juntamente com Harappa são as duas cidades antigas mais importantes que pertenceram a civilização do Vale do Indo.
 
Curiosamente, se há algo surpreendente em Mohenjo-daro, é a ausência de construções completas que podem ser identificadas como templos, edifícios ou qualquer tipo de construção semelhante. 
 
Arqueólogos sustentam que todas as construções seguem um padrão uniforme, destacando a sua construção em tijolos de adobe sem ornamentos e janelas, tudo dentro de um planejamento urbano muito mais avançada do que a de quaisquer outra civilização antiga de milhares de anos atrás, com largas avenidas e estradas retas (muitas delas perfeitamente pavimentadas), com construções retangulares que foram todas equipadas com uma rede de sistemas de drenagem, canais, canos e esgotos....
 
Curiosamente, assim como a antiga civilização suméria, o Vale do Indo parece ter surgido de repente, sem qualquer traço de uma evolução anterior.
 
Mas se o aparecimento dessa civilização incrível permanece um mistério, seu desaparecimento é ainda mais intrigante e foi inicialmente atribuído à chegada de povos invasores (segundo alguns pesquisadores, esses invasores possuíam tecnologia extremamente avançada).
 
Mas muitos pesquisadores argumentam que algo completamente diferente aconteceu em Mohenjo-Daro.
 
Nós só temos que dar uma olhada em antigos textos védicos, um conjunto de antigos escritos em sânscrito, que são considerados legados dos deuses, onde encontramos referências que podem ajudar a chegar ao fundo dos inúmeros mistérios que cercam Mohenjo-Daro e a civilização do Vale do Indo.
 
Um dos textos antigos, o Mahabharata, um extenso poema com cerca de 215.000 versos, detalha eventos que ocorreram na cidade de Mohenjo-Daro, onde ambos, os deuses e mortais, foram envolvidos em uma guerra épica, assim ocorrendo uma espécie de apocalipse no passado distante que modificou a maior parte da história antiga da Índia.
 
 
Há centenas e centenas de perguntas sem resposta, mas existem textos antigos que oferecem muitas explicações, mas infelizmente essas explicações não são levadas a serio pelos estudiosos tradicionais, e assim sendo, muitas vezes são descartadas.
 
Curiosamente, muitos textos antigos lançam a luz sobre os numerosos enigmas da história, eles iluminam o caminho de uma história verdadeiramente incalculável que se dobra as possibilidades de nossa história escrita.
 
Como mencionado acima, um desses textos é a antiga Mahabharata.
 
De acordo com muitos pesquisadores, esse controverso texto antigo descreve perfeitamente o uso de armas nucleares 5.000 anos antes que as que foram lançadas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki.
 
Da mesma forma, há uma abundância de textos que falam a respeito e ainda dão detalhes que ilustram a existência de aeronaves (Vimanas) e foguetes (mísseis) que são capazes de alcançar longas distâncias.
 
 
É necessário mencionar que há uma grande contradição ao avaliar as razões e causas que poderiam ter causado o desaparecimento repentino de uma cidade antiga como Mohenjo-Daro.
 
Embora, por um lado tem-se especulado que uma possível invasão resultou no abate de seu povo nas mãos de invadisores, os arqueólogos encontraram apenas cerca de 30 esqueletos nas ruas. A pergunta óbvia que precisamos fazer aqui é: Onde está o resto da população então? De onde vem o nome "Monte dos Mortos"?
 
É possível que a maior parte da população de Mohenjo-Daro escapou antes da terrível invasão?
 
Enquanto as forças invasoras (avançadas) são apenas uma das teorias, alguns arqueólogos especulam que a cidade pode ter sido abandonada devido a uma súbita mudança no curso do rio Indo, em torno de 1700 aC, mas isso não explica outros mistérios que cercam o local.
 
Embora poucos esqueletos foram encontrados, parece que a morte os atingiu muito rapidamente.
 
 
Curiosamente, há um assim chamada "epicentro" de cerca de 45 metros de diâmetro no centro da cidade, onde o terreno e construções ao redor foram cristalizados como se eles tivessem sido expostos a uma fonte de calor em massa.
 
Nas construções localizadas perto do centro da cidade, os pesquisadores descobriram que os tijolos das paredes foram atirados para longe do epicentro e também muitos destroços foram fundidos ou derretidos inexplicavelmente.
 
No entanto, isso só poderia ser alcançado, de acordo com os pesquisadores, expondo as construções a uma temperatura acima de 1.500° centígrados.
 
Que tipo de armas poderia ter causado tais efeitos devastadores sobre as pessoas e os edifícios circundantes? É possível que, como algumas pessoas sustentam, Mohenjo-Daro foi realmente destruída por uma explosão nuclear? Ou isso poderia ir ainda mais longe, como um ataque de seres extraterrestres?
 
Infelizmente, como acontece com outras descobertas que desafiam a nossa história, muitos pesquisadores têm ignorado os numerosos mistérios em torno Mohenjo-Daro, e não têm tentado responder as inúmeras perguntas por trás do desaparecimento súbito dessa civilização.