Um oceano é encontrado 1.000 km abaixo da superfície do nosso planeta, no interior da Terra

28/11/2016 10:13
 
 
 
Presente em 70% da superfície da Terra, a água também se encontra em grande quantidade no interior do nosso planeta. De acordo com dois novos estudos, pode haver grandes quantidades de água há 1.000 km abaixo da superfície.
 
Segundo cientistas, sem esta enorme reserva de água, a atividade geodinâmica que causa vulcões – que são importantes para a geração de solo e manutenção da vida no planeta – cessaria.
 
No primeiro estudo, os pesquisadores da Florida "State University" e da "University of Edinburgh" estimam que exista água em lugares muito mais profundos na Terra do que se pensava anteriormente, armazenada em um mineral chamado brucita.
 
Mainak Mookherjee, que liderou o estudo, disse: “Nós não imaginávamos que a água poderia ser armazenada por minerais hidratados como brucita a estas profundidades. Mas agora que sabemos que ela está lá, precisamos descobrir o quanto de água poderia ser eficazmente armazenada dentro dela”.
 
Segundo estudos realizados por pesquisadores da Universidade Northwestern em Illinois, a água está localizada em profundidades muito maiores do que qualquer um tinha imaginado, a um terço do caminho até a borda do núcleo da Terra. Os pesquisadores descobriram um diamante expelido há 90 milhões de anos por um vulcão perto do rio São Luís em Juina, Brasil.
 
O diamante tinha algumas imperfeições, contendo minerais que ficaram presos durante a formação do diamante. Quando os pesquisadores o analisaram, viram evidências da presença de íons hidroxila – que normalmente vêm de água. A natureza da imperfeição sugere que ele foi formado no manto inferior.
 
Em uma entrevista à New Scientist, Steve Jacobsen, que liderou este segundo estudo, disse: “Esta é a evidência mais profunda para a reciclagem de água no planeta. (....) o ciclo da água na Terra é bem maior do que haviamos imaginado, estendendo-se no manto profundo”.
 
A água desempenha um papel fundamental para sustentar a atividade geológica abaixo da superfície da Terra. “A água no interior da Terra é crucial, uma vez que ajuda a convecção do manto – um processo pelo qual rochas sólidas passam de mais quente para regiões mais frias em escalas de tempo geológicas. Se não houvesse água no interior da Terra, o "manto de convecção" seria ineficiente e acabaria por cessar. Vulcões desempenham um papel importante na formação da crosta da Terra em que vivemos. Então, se a atividade vulcânica cessasse a formação de crostas também iria parar, e as atividades planetárias iriam eventualmente parar”, disse o Dr. Mookherjee ao tabloide britânico Mail Online.