Tudo que sabemos sobre a Lua pode mudar agora: Estudo apoiado pela NASA descobre que a Lua da Terra teve uma atmosfera...

06/10/2017 09:59

De acordo com um novo estudo científico, a lua da Terra já teve uma atmosfera, uma vez que os cientistas descobriram vestígios de atividade vulcânica antiga que lançava "gás" acima da superfície lunar criando uma atmosfera que permaneceu em vigor por 70 milhões de anos.

 
 
Os cientistas descobriram que, durante um período de cerca de três bilhões de anos, a lua experimentou um período intenso de atividade vulcânica que resultou em grandes quantidades de gás suspensas acima da lua.
 
À medida que os gases se elevavam rapidamente acima da superfície, eles se acumulavam mais rápido do que podiam escapar para o espaço, o que acabou por dar origem à atmosfera da lua.
 
As descobertas mudaram completamente tudo o que os cientistas pensavam sobre a lua, o que significa que ela nem sempre foi sem ar.
 
Quando você olha para a lua, você pode facilmente detectar superfícies escuras de basalto vulcânico que enchem grandes bacias de impacto.
 
Esses mares de basalto, conhecidos como Maria, explodiram enquanto o interior da lua ainda estava quente e gerava penas magmáticas que às vezes quebraram a superfície lunar, fluindo por centenas de quilômetros.
 
O novo estudo, respaldado pelo Instituto Virtual de Pesquisa de Exploração do Sistema Solar da NASA, mostrou quanta quantidade de gás surgiu da erupção de lava na lua.
 
 
Os especialistas concluíram que a atividade vulcânica lunar atingiu cerca de 3,5 bilhões de anos, o tempo em que a lua da Terra tinha uma atmosfera.
 
As análises de amostras das missões Apollo indicam que o magma transportou componentes de gás, como o monóxido de carbono, os ingredientes para água, enxofre e outros compostos voláteis.
 
Curiosamente, os cientistas dizem que, uma vez que a atmosfera da lua se formou, manteve-se ativa por incríveis 70 milhões de anos, após ser perdida para o espaço.