Triangulo das Bermudas Russo

10/10/2014 15:48

Triângulo das bermudas russo tem UFOs destruidores e montanha misteriosa onde nove morreram

 

 

 

Você conhece o Triângulo das Bermudas. Um lugar misterioso perto da costa leste americana onde mais de 1000 aviões e navios simplesmente desapareceram e nunca mais foram localizados.

E se outro lugar terrível como esse existisse em outra região do mundo? Então, conheça o Triângulo de Molebka, uma região russa ainda mais assustadora que sua contraparte americana.

Molebka fica entre os rios Silva e Molebka, com cerca de 70km², e é chamada de "uma região mística pelos que a conhecem". O local é cheio de florestas difíceis de explorar e matagais densos, e nos anos passados continha bases da polícia secreta soviética, a KGB. 

Em 1983 o local começou sua trajetória de fama, quando luz ficou rondando a floresta e um círculo de cerca de 60 metros de diâmetro apareceu em meio a neve em uma região próxima. 

Não demorou e muitos passaram a considerar a região como uma das que possuem mais intensidade de atividades UFO. Mas, desde 1830, já existiam diversos relatos de atividades ufológicas na região.

Camponeses que moravam no local afirmavam ver com certa frequência "objetos voadores brilhantes". Além de discos voadores, quase todos que visitam a região relatam dores de cabeça e um aumento dramático da pressão arterial. 

Já em Dyatlov, ou Montanha dos Mortos, que fica nas imediações, uma série de incidentes inexplicáveis ocorreram. 

 

Em 1959, um grupo de nove esquiadores não conseguiu escalar a tal montanha antes do anoitecer e resolveu acampar em uma encosta. Mas eles morreram ainda naquela noite, de uma forma jamais esclarecida totalmente. 

A perícia reconstituiu o acidente e relatou que eles acordaram no meio da noite, cortaram as barracas e desceram a pé uma parte da montanha antes de morrerem de frio. 

Mas alguns deles tinham as costelas quebradas e até o crânio rachado, com uma força tão grande que os peritos afirmaram que apenas "algo próximo de uma colisão automobilística poderia gerar".

Uma das turistas estava sem a língua, mas o corpo não tinha escoriações sérias. O corpo deles ficou avermelhado e o cabelo grisalho e nos rostos estavam estampadas expressões de susto. 

Entretanto, o corpo deles não apresentava sinal de luta ou feridas externas. Para piorar, todos eles tinham um alto nível de radiação e apenas as pegadas dos esquiadores foi localizada.

O relatório oficial dos investigadores afirmou que "uma força desconhecida" foi responsável direta pelas mortes e a investigação foi encerrada "pela ausência da parte culposa. 

Após o incidente, a área se tornou restrita e proibida a visitação por três anos, e até hoje ninguém especula sobre uma possível causa para as nove mortes. 

O escritor e investigador Alexander Myagchenkov foi ainda mais longe e afirmou que diversas pessoas que visitaram o local desenvolveram poderes paranormais. Além dos UFOs, as pessoas do local também relataram ter visto seres translúcidos saindo da floresta.

 

 

 

 

 

Nos anos 80, uma equipe de TV americana foi ao local fazer uma matéria sobre contato com UFOs na região. Terminaram se arrependendo, após uma luz "com muita energia e muito calor" os perseguir até a entrada de uma floresta.

Até uma estátua de um alien foi construída na região por ela ser reconhecida como uma das mais importantes na cultura dos ovnis. Um dos estudiosos afirmou que "esse é o primeiro monumento ufológico russo".