Top 10 Casas mais Mal Assombradas do Mundo !

03/06/2015 15:56

 

 

Vamos ver as piores casas mal assombradas que existem , a grande maioria tem um documentario no final da pagina com uma equipe de "Ghost Adventures" investigando cada uma das casas citadas . Dessa forma você mesmo pode tirar suas proprias conclusões se realmente são casas assombradas ...

 

1# A casa em Amityville, Estados Unidos

 

amyville

Em 1965 a família DeFoe adquiriu uma casa em Amityville e colocou uma placa na entrada dizendo “grandes esperanças”. Mas parece que o filho da família, Ronald Junior, não concordava com os dizerem.
Em uma madrugada de dezembro de 1974, Ronald assassinou toda a família (pai, mãe, duas irmãs e dois irmãos) a tiros e, após isso, foi condenado a prisão perpétua. Depois do acontecimento a família Lutz se mudou para a casa mesmo sendo alertada do que havia ocorrido ali treze meses antes.
Por conta disso, optaram por abençoar o lugar. Durante a benção o padre ouviu em um dos quartos, “vai te embora”, mas não avisou nada para a família. Deveria. Os fenômenos que aconteceram naquela casa foram tão intensos e assustadores que a família se mudou de lá após 28 dias.
Objetos voando pelos quartos, lodo verde escorrendo pelas paredes, crucifixos virados para baixo, vozes, barulhos, solavancos e a levitação dos corpos dos próprios moradores, foram alguns dos acontecimentos que assombraram os Lutz no mês em que lá estiveram. Durante uma investigação sobrenatural uma foto capturou um menino espreitando uma porta – mas não havia crianças no grupo.
Ps: não se esqueçam que muitas das histórias são contadas pelo povo e, por isso, a veracidade é sempre duvidosa.
 
2#  Harrisville
 
 
Buscando levar as crianças para uma vida mais tranquila no campo, Roger e Carolyn Perron compraram sua casa dos sonhos no inverno de 1970. A Velha Fazenda Arnold tinha quase 81 mil metros quadrados e possuía uma das plantações originais na área levantada pelo colono John Smith em 1680 e transferida a Roger Williams para a formação do estado de Rhode Island. Localizada na estrada Round Top em Harrisville, Rhode Island, a “adorável e charmosa” casa de campo de 10 cômodos foi construída em 1736 em um belo terreno com espaço de sobra para as cinco filhas correrem e brincarem. Nancy e Christine Perron compartilhavam um quarto, Cindy e April outro, e Andrea tinha um quarto só para ela - exceto nas noites em que, como diz Andrea, as irmãs "vinham rastejando até sua cama, tremendo e chorando de medo".
Nem todos os fantasmas em Harrisville eram visitantes bem-vindos. Alguns puxavam as pernas e os cabelos das meninas no meio da noite. Outros batiam na porta da frente da casa com tanta força que toda a casa tremia. Algumas portas se fechavam sozinhas enquanto outras permaneciam congeladas no lugar, impossíveis de serem fechadas, não importando quanta força fosse aplicada a elas. Uma entidade na casa mantinha rotineiramente a família acordada, pois choramingava continuamente no meio da noite: "Mamãe! Mamããããe!" enquanto outra aparição torturava Cindy de 8 anos de idade dizendo-lhe sem parar: "Há sete soldados mortos enterrados na parede".  Os Perron também se lembram de um pequeno e delicado espírito, que parecia ter cerca de 4 anos, vagando pela casa chorando, chamando pela mãe.
Um dos espíritos era tão mal que a família Perron não revelou, até agora, o que ele fez com eles. Andrea Perron, que escreveu um livro (na verdade uma trilogia, “House of Darkness, House of Light” I, II e III) sobre suas experiências na casa, deu a entender que o espírito inominável pode ter molestado algumas das meninas. Quando perguntado sobre o espírito durante uma entrevista, ela evitou a questão, dizendo ao repórter:
"Vamos apenas dizer que havia um espírito masculino muito ruim na casa -com cinco garotinhas"
 
3# Bobby Mackey´s Music World (o portal do inferno)
 
 
De acordo com lendas urbanas e folclore moderno, a localização supostamente abriga uma "porta de entrada para o inferno "e é assombrado por espíritos incluindo Pérola Bryan , cujo cadáver foi encontrado em um campo de 2,5 milhas do local em Fort Thomas, Kentucky . 
 histórias infundadas incluem assassinos de Bryan sendo satanistas que, de acordo com a conversa local, amaldiçoados a localização e prometeu a assombrar todos os envolvidos em processar o caso. [ 4 ] Ainda de acordo com lenda urbana , em algum momento na década de 1930 uma dançarina grávida chamada " Johanna "cometido suicídio com veneno de bastidores na passarela no clube Quartier Latin, que então operava no interior do edifício atualmente abriga Bobby Mackey do. Há rumores de que este ato foi realizado depois que seu pai assassinou seu amante Robert Randall, um cantor no clube, por enforcamento-lo no camarim, embora as investigações não conseguiram encontrar relatórios policiais sobre este evento nunca ter tido lugar. Além disso, a pesquisa acadêmica em registros de propriedade, jornais e arquivos do tribunal não fundamentou a maioria das reivindicações fantasiosas feitas sobre a história otimista em relação à localização, e nenhuma conexão entre o local de Bobby Mackey do eo assassinato Pérola Bryan já foi estabelecida. A maioria dos que têm estudado o assassinato Bryan concluíram todas as reivindicações para morte ou desmembramento de Bryan na estrutura Wilder, Kentucky não são suportados por uma fundação de fato duro, e colocar esses relatos populares no reino do conto de altura.
De acordo com Bobby Mackey, o lugar foi originalmente usado como um matadouro no início do século 19 e mais tarde demolido para construção de uma pousada que assumiu vários nomes, tais como The Brisbane, até que ele comprou em 1978.
 
4# Hotel Goldfield
 
 
Sem duvida top 5 lugares terrivelmente assombrados, onde as atividades são fortes e inacreditaveis ! Em varios documentarios do "Buscadores de Fantasma" eles foram até esse local, e sempre conseguindo ótimas provas de atividades paranormal .. Uma das provas mais famosas gravadas em video foi a de um escombro que saiu voando, e tudo capitado em video . Se um dia você quer presenciar uma verdadeira atividade paranormal sem duvida esse hotel é o local perfeito para isso , á um documentario no final sobre esse local de duração de 1 hora !
"Mais dois fantasmas que supostamente cometeram suicídio nos quartos terceiro andar do hotel foram avistados por mais de uma dúzia de pessoas. Enquanto suas identidades são desconhecidas, um é dito ser uma mulher que se enforcou, enquanto o outro é dito ser um homem que pulou para a morte do hotel. No que foi uma vez a principal sala de jantar, quarto chamado o ouro, um espírito malévolo, familiarmente chamado "The Stabber", é dito para atacar aleatoriamente aqueles que cruzar o limiar com uma grande faca de cozinha. Embora o Stabber nunca fez mal a ninguém, ele Diz-se que assustou muitos antes de desaparecer imediatamente após o "ataque"."
 
5# O Exorcista ( A verdadeira casa do ocorrido ) 
 
 
A história relatada no livro de 1971, de William Peter Blatty, e recontada em filme dois anos após, com grande sucesso de público e crítica é praticamente do conhecimento de todos. O que poucos realmente sabem é que, por trás de toda a ficção do relato, há um fundo histórico verdadeiro. Segundo consta, Blatty (na época estudante da Universidade de Georgetown, em Washington, DC), leu um artigo publicado no Washington Post em 20 de agosto de 1949, relatando um exorcismo de um garoto de 14 anos ocorrido em Mount Rainier, no estado de Maryland, subúrbio de Washington, DC. É esta história real, ou pelo menos o que sabe sobre ela, que tentaremos resumir nestas linhas.
O garoto, que iremos chamar de Robert Mannheim (pois não se conhece seu verdadeiro nome), viveu uma vida normal até que sua tia Harriet morreu. Deprimido, Robert tentou contactá-la utilizando uma Mesa Ouija (no Brasil temos uma variante deste "jogo" em que se utiliza um copo, ou algo parecido, e letras desenhadas em círculos, onde supostamente os espíritos nos dão respostas), pois ele e sua tia haviam passado horas tentando contactar os mortos quando ela estava viva. Logo após, estranhos ruídos passaram a ser ouvidos na casa de Robert. Mais tarde, tudo tornou-se mais aterrador quando o garoto passou a assumir uma personalidade "demoníaca", praguejar continuamente e desenvolver cortes na pele espontaneamente. Os seus pais consultaram um médico e um psiquiatra tentando achar respostas, mas foi constatada a perfeita saúde mental e física do garoto.
Apavorados, os pais estavam convencidos que o garoto estava tomado pelo Demónio. E convencido também estava um padre quando tentou livrar o garoto do espírito conduzindo um exorcismo em um hospital local. Enquanto o padre proferia as palavras "livre-nos do mal" o garoto debateu sua mão livrando-se das correias que o prendiam e, com um pedaço solto da cama, atacou o padre, que precisou de mais de 100 pontos para o corte provocado em seu braço. Isto foi apenas uma parte do processo de 4 meses que durou de Janeiro ate Abril de 1949.
William Peter Blatty, antes de escrever seu livro, contactou o padre William Bowdern, um dos envolvidos no caso de 1949, mas o mesmo havia prometido proteger a família e recusou-se a dar qualquer detalhe do caso. Contudo, Bowdern mantinha um diário durante o ocorrido, e uma cópia deste diário, por meio do padre Walter Halloran, caiu nas mãos do escritor Thomas Allen em 1986. Allen pode ler como um equipa de padres jesuítas realizou uma série de exorcismos - rezando e borrifando o garoto com água benta durante um mês na casa de parentes do garoto e no Alexiam Brothers Hospital em Saint Louis, no estado do Missouri. A possessão de Robert acontecia à noite – ele se debatia selvagemente, praguejava e cuspia nos padres – e durava até o nascer do sol. Os cortes que apareciam no peito do garoto eram ainda mais sinistros, parecendo rabiscou ou arranhões feitos por espinhos, onde as palavras INFERNO e ÓDIO podiam ser lidas em sangue. Os padres rezavam quase continuamente em latim, pois acreditavam que isto iria apressar Cristo que iria confrontar o Diabo.No domingo de Páscoa de 1949 – depois de 24 noites – Robert se recuperou. Abriu seus olhos e disse, "Ele se foi". Especialistas médicos que analisaram o caso de Robert sugerem que ele poderia estar sofrendo de um ou mais dos seguintes males psicológicos:
Automatismo: ação de maneira mecânica ou involuntária, uma característica de algumas formas de esquizofrenia. Síndrome de Gilles de La Tourette: desordem na personalidade, na qual as vítimas gritam descontroladamente, soltam grunhidos, debatem-se e usam linguagem suja ou indecente. Desordem obsessiva e compulsiva: ataca na forma de ansiedade com pouca relevância para eventos actuais, ou denota extrema urgência de realizar actos não necessários ou irrelevantes.
Os médicos que examinaram Robert, contudo, não encontraram qualquer evidência de nenhum destes sintomas.
Allen localizou Robert, agora um homem casado com mais de 60 anos e com seus próprios filhos. Sua conclusão foi que Robert foi uma inocente vítima do horror... de um evento estranho e incompreensível, cujas raízes culturais e psicológicas são mais profundas que as do cristianismo.
O cristianismo deste século tem uma atitude dividida em relação ao exorcismo. Por um lado tem mantido distância de sua prática trabalhando mais próximos a psiquiatras e médicos e autorizando estudos para lançar luz sobre o fenómeno. Por outro lado, a Igreja Católica tem encoberto a prática com um manto de silêncio, apesar do facto de que o Papa João Paulo II confirmadamente exorcizou uma jovem garota em 1982. O padre Gabrielle Amorth é um dos poucos exorcistas preparados para discutir seu trabalho. Atualmente em Roma, o padre diz ter realizado 50.000 exorcismos, mas acha que somente 84 foram genuínas possessões. Ele diz que os sintomas incluem uma pessoa tornar-se extremamente forte, xenolalia (falar em uma língua estrangeira desconhecida à vítima) e revelar segredos sobre as pessoas.
Um relatório sobre exorcismo foi compilado pela Igreja da Inglaterra em 1972 por uma comissão que incluía representantes católicos e um consultor psiquiatra. Apesar de o relatório pretender desbancar as possessões, acabou endossando o exorcismo de lugares, dizendo que "a interferência demoníaca... é comum em lugares não consagrados... assim como em conexão com sessões espíritas".
Exorcismos de pessoas, contudo, eram "extremamente duvidosos". De acordo com o relatório, aqueles que se acham possuídos deveriam procurar um médico e chamar um padre somente como último recurso. O cânone dominicano Walker, de Brighton, coordena o Grupo de Estudos do Exorcismo Cristão. Ele é um conselheiro experiente no que se refere ao exorcismo, mas consegue lembrar de somente 7 casos genuínos durante sua vida religiosa. "Normalmente, tudo que é preciso são conselhos e rezas". Ele acredita que alguns clérigos podem plantar a ideia de possessão demoníaca na mente dos que vêm para um consulta.
 
6# Mansão Winchester, Estados Unidos
 
Winchester_Mystery_House_San_Jose_CA_C31107
 
Com certeza uma das histórias mais bizarras dessa lista. Talvez não pela assombração, mas por aquilo que a assombração causou na protagonista do enredo. Você deve saber que Winchester foi uma das armas mais famosa no oeste americano no século XIX e, por isso, rendeu uma boa fortuna à família que levava seu nome.
Sarah casou-se com o filho de Oliver Winchester, fundador da companhia que criou a arma, e herdou a fortuna da empresa após a morte de seu marido. Mas não foi apenas isso que a moça herdou – aparentemente ela também ficou com a revolta daqueles que perderam a vida por uma Winchester.
Depois que se tornou viúva, Sarah passou a ouvir barulhos, gritos e pancadas por toda a casa. Assustada, saiu a procura de uma médium espírita, que, por sua vez, informou que Sarah estava sendo alvo do ódio dos espíritos mortos por Winchesters e aconselhou a mulher a mudar de casa e, uma vez que encontrasse o lugar certo, promover uma reforma para que os bons espíritos pudessem se acomodar em sua nova residência.
Acontece que Sarah criou uma compulsão por reforma: a partir do momento em que encontrou a casa, a mulher Winchester só parou de reforma-la quando morreu, 38 anos depois. Durante esses anos as reformas aconteciam 24 horas por dia. Sarah não contratou arquiteto e nem engenheiro: segundo a lenda ela era guiada pelos bons espíritos. A moça mandava construir quartos e os quebrava no dia seguinte; mandava levantar escadas que acabavam no teto; portas que davam para paredes; criava cômodos e os selava; ordenava a criação de passagens secretas.
Dizem que ela nunca dormia no mesmo quarto duas noites seguidas. O saldo da reforma só pôde ser contabilizado após a morte de Sarah: 160 quartos, 2.000 portas, 10.000 janelas, 47 escadas, 47 lareiras, 13 banheiros e 6 cozinhas. É visto por muitos como a casa mais assombrada dos Estados Unidos.
 

7# Casa Riddle, Estados Unidos

riddle

Antes de ser uma residência, o imóvel, que ficava na frente de um cemitério, era usado para acolher funerais e também os porteiros que cuidavam da necrópole. Foi no século 20, após mais de uma década da construção da casa, que Karl Riddle, administrador da cidade, passou a se hospedar por ali.
Apesar dos relatos das constantes aparições de Buck, um ex-porteiro do cemitério, foi somente após o suicídio no sótão da casa de um dos empregados de Riddle que o lugar passou a ganhar fama de assombrado. Os funcionários diziam ouvir correntes arrastando e vozes murmurando na escada.
Na década de 80 a casa foi desmontada e levada para outra localização — mas os espíritos parecem ter ido junto. Eles perturbaram tanto os carpinteiros que trabalharam na remontagem da residência (o que fez com que a construção parasse por seis meses), quanto aqueles que se atreviam a visitá-la.
 
8# A Fazenda Myrtles
 
 
 
A Fazenda Myrtles em Lousiana é considerada uma das casas mais assombradas da América. Fundada em 1796 pelo General David Bradford, tem um passado trágico de mortes, doenças e assassinatos.
Um das histórias diz que um dos proprietários cortou a orelha de uma escrava após descobrir que ela ficava escutando atrás das portas. Posteriormente ele a matou. No espelho da casa stariam aprisionadas as almas de Sara e suas 2 filhas
Pegando carona na fama de uma das casas mais assombradas da América, John e Teeta Moss a compraram e a transformaram em uma atração turística para os que buscam uma noite com os espíritos dos mais de 12 fantasmas que alegam morar na casa
 
 
9# A casa dos Whaley, Estados Unidos
 
Whaley-House
 
Alguns consideram a casa da família Whaley como o lugar mais mal assombrado dos Estados Unidos (assim sendo elegida pela Life Magazine em 2005). O local escolhido pelo patriarca Thomas Whaley para construir a casa de sua família não foi o mais adequado, já que havia sediado a forca pública da cidade onde inúmero criminosos foram executados.
Além disso, a história da família é repleta de morte e suicídio, e parece que os espíritos não querem deixar a casa. Um dos fantasmas que faz parte das lendas da casa é o do ladrão Yankee Jim Robinson, que morreu enforcado antes da mansão ser construída e vagava pelo lugar ainda quando os Whaley ali residiam.
Mas, hoje em dia, muitos relatam ver Thomas e sua mulher Anne pelos cômodos da residência, além do espírito de uma jovem garota enforcada acidentalmente e outras assombrações como a filha ruiva do casal. Hoje em dia a casa é um museu e muitos visitantes dizem que sentem cheiro de perfume e charuto, e ocasionalmente vêem os fantasmas.
 
10# Casa de Lizzie Borden
 
 
Em 4 de Agosto de 1892, Andrew J. Borden, pai de Lizzie, e sua madrasta, Abby Borden, foram achados mortos em sua casa. As únicas outras pessoas presentes na residência naquele momento eram Lizzie e a empregada doméstica da família, Bridget Sullivan. De acordo com testemunhas, Sullivan estava limpando as janelas da casa quando Lizzie a pediu para chamar o médico, o Dr. Bowen, porque seu pai tinha sido assassinado. Aparentemente ela disse à empregada: "Papai está morto! Alguém entrou e o matou!".Mais tarde, o corpo da madrasta de Lizzie foi achado no segundo andar da casa. Ambos tinham sido mortos por pancadas provocadas por uma arma pesada e aguçada; entretanto, era impossível determinar que arma tinha sido usada pelo assassino. É presumido que a mesma arma foi usada para matar as vítimas .Mais cedo naquele dia, Andrew Borden tinha ido à cidade com o irmão de sua esposa, John Morse. Ele retornou às 10:30 e imediatamente deitou-se no sofá para tirar uma soneca. Menos de uma hora depois, Lizzie alegou que achou o corpo de seu pai. Esses são os únicos fatos incontestáveis do caso. Todo o resto no caso é formado por boatos e por testemunhos conflituosos. Muitos relatos que muitos fantasmas e espíritos até mesmo o de Lizzie ainda estão na casa .
 
 

 

Leia mais Mistérios / Clique na Imagem