Teletransporte e telepatia são provados cientificamente – documento anteriormente secreto dá respaldo

04/10/2017 10:42
 
 
Se você ainda não ouviu falar, o teletransporte quântico foi realmente alcançado e, de fato, cientistas da China estabeleceram recentemente o recorde de teletransporte quântico mais distante, quando transmitiram um fóton em seu estado quântico em órbita da Terra. Isso traz vários conceitos mecânicos quânticos para a equação, inclusive o do emaranhamento quântico. Quando o ‘teletransporte’ é referenciada aqui, também é uma verificação que vem de estudos recentes que confirmaram o emaranhamento como sendo real, algo que Einstein chamou de ‘ação assustadora à distância’. A ação à distância implica que um objeto físico pode ser movido por meios não físicos, portanto, não por força táctil ou física, mas outras forças, inclusive forças mentais, como sugere este artigo. Com o emaranhamento, qualquer informação esteja viajando mais rápido do que a velocidade da luz, ou melhor ainda, instantaneamente.
 
Essas descobertas contradizem algumas leis que fornecem a base da física moderna, mas a taxa de mais descobertas está acelerando exponencialmente, e os fundamentos do que chamamos de ciência precisam de uma grande mudança. Isto já aconteceu antes, e está acontecendo agora.
 
“Não há nada de novo a ser descoberto na física agora. Tudo o que resta é uma medida cada vez mais precisa”. Esta declaração (de visão de mundo) foi feita por Lord Kelvin em 1900, que foi destruída apenas cinco anos depois, quando Einstein publicou seu artigo sobre a relatividade especial. As novas teorias propostas por Einstein desafiaram o quadro de compreensão da época. Isso forçou a comunidade científica a se abrir para uma visão alternativa da verdadeira natureza de nossa realidade.
 
Hoje, o mesmo é necessário, e o mesmo está acontecendo. Os paradigmas da visão do mundo estão mudando, mas o antigo dogma científico ainda se procura se manter e dominar.
 
É estranho como os assuntos dentro do domínio da parapsicologia foram e ainda são ridicularizados, apesar do fato de ter havido e ainda haver estudos nos mais altos níveis da ciência. Mesmo em várias revistas científicas ‘revisadas por pares’, estudos que examinam a visão remota, a clarividência, a telepatia e muito mais, produziram resultados estatisticamente significantes que são parte das ciências ‘puras’, que se referem a engenharia, física, etc.
 
É precisamente por isso que os Institutos Americanos para Pesquisa concluíram:
 
"Os resultados estatísticos dos estudos examinados estão muito além do que é esperado por acaso. Os argumentos de que esses resultados podem ser devidos a falhas metodológicas nos experimentos são profundamente refutados. Efeitos de magnitude semelhante aos encontrados na pesquisa patrocinada pelo governo no SRI e SAIC foram replicados em vários laboratórios por todo o mundo. Essa consistência não pode ser facilmente explicada por alegações de falhas ou fraude."
 
O fato de que essas ciências se tornaram parte de um orçamento governamental (EUA) negro só lhe dá mais credibilidade, e isso é mostrado novamente por um documento intitulado “Research into Paranormal Ability To Break Through Spatial Barriers,” (Pesquisa sobre Capacidade Paranormal para Romper Através de Barreiras Espaciais), no qual o resumo diz o seguinte:
 
"Este artigo usa procedimentos científicos rigorosos, uma das amostras de teste, fita de vídeo e fotografia de alta velocidade para demonstrar a existência objetiva da capacidade paranormal de romper barreiras espaciais. Também mostra o processo físico dessa habilidade. Isso demonstra que, através da função da habilidade paranormal, o macro-corpo conseguiu passar pela parede de um recipiente e ser removido, mas nenhum dano visível à parede do recipiente foi detectado."
 
 
Este documento em particular, que foi liberado através de um pedido pela Lei da Liberdade de Informação (sigla em inglês – FOIA), descreve determinadas pessoas com habilidades muito especiais e como elas foram estudados por milhares de cientistas e governos ao redor do mundo por um tempo muito longo.
 
Isto é importante reconhecer, porque um “golpe” constante contra a física quântica são as declarações de que aquilo que vemos na escala quântica, que é o menor grau observável do que acreditamos ser a constituição do nosso mundo, a matéria, não é visto em níveis de realidade de objetos físicos completos.
 
Assim, por exemplo, quando se trata de teletransporte, a ciência dominante tem que reconhecer que sim, ele realmente ocorreu em escalas de teletransporte quânticas da “matéria” em seu estado quântico, mas eles são muito relutantes em reconhecer quando se aplica ao nível pleno da matéria física.
 
É importante mencionar que Eric Davis, Ph. D, FBIS, menciona em um documento anteriormente secreto que foi liberado pela Força Aérea dos EUA, obtido através da Federação de Cientistas Americanos, que os cientistas chineses relataram que ‘crianças superdotadas’ foram responsáveis ​​pelo teletransporte de objetos físicos pequenos de um lugar para outro. Alguns desses objetos incluíram relógios, moscas, outros insetos, micro-transmissores de rádio, papel fotossensível e muito mais. Os participantes nunca tocaram os objetos de antemão. Os experimentos foram realizados sob condições de ocultação e dupla-ocultação, e as pesquisas envolvidas vieram de várias faculdades e setores do Departamento de Defesa. Este é um caso excepcional, porque considerou-se necessário que um Relatório de Informação de Inteligência fosse preparado para exibição pública.