Surpreendente: OVNIs estiveram em contato com militares dos EUA durante conflito no Vietnã, e ainda estão...

05/12/2017 07:50

Um barco de patrulha estadunidense entrou em contato por rádio dizendo que estavam sendo seguidos por dois OVNIs circulares e brilhantes, enquanto o barco ia através da zona desmilitarizada do Vietnã. Um segundo barco então viu um clarão, seguido por uma explosão que teria destruído o barco que inicialmente relatou o OVNI.

 
 
 
George Filer III diz que era um ex-oficial de Inteligência da Força Aérea dos EUA, cuja função era a de registrar avistamentos e informações sobre a atividade de OVNIs nas décadas de 60 e 70.  Ele é um dos mais recentes, de um número de militares e veteranos da NASA, a se manifestar com histórias de encontros com OVNIs e alienígenas.
 
Filer alega que, enquanto estava servindo no Vietnã durante a guerra, ele tinha “acesso top secret” e gerava relatos diários ao General George S. Brown, o vice-comandante das operações aéreas durante aquele conflito.
 
Inicialmente, seus relatos consistiam de inteligência estratégica, mas depois ele alega que muitas vezes seu trabalho resultava no registro de estranhos avistamentos de naves alienígenas e contatos entre elas e as tropas dos EUA.
 
Ele disse para o Huffington Post: “Os militares estavam interessados nos OVNIs, porque estes tinham capacidades muito além de tudo que tínhamos, e eles queriam descobrir o que era essa tecnologia e, francamente, a quem pertencia.  
 
Frequentemente, o Vietcong, ou vietnamitas do norte, atacavam um posto avançado e eu explicava (isto para Brown), e tínhamos apoio por terra e por ar, particularmente à noite, quando íamos lá com aeronaves, e eu reportava tudo isso. Algumas vezes, havia naves não identificadas na zona desmilitarizada.”
 
Filer insiste que sua experiência e relatos de outros militares foram além do que somente avistamentos distantes de OVNIs e que haviam naves não identificadas “interagindo” com os jatos dos EUA.
 
 
 
Ele ainda disse: “Você tem uma aeronave, indo a aproximadamente 500 nós e o OVNI vem e faz piruetas ao redor das aeronaves e então voa a três vezes a velocidade de um dos jatos mais rápidos que temos na Força Aérea.  Assim, obviamente, ele tem tecnologia muito mais avançada do que qualquer coisa que temos.”
 
Ele alegou que muito disso foi relatado a ele extra oficialmente, pois se alguém expressasse “muito interesse”, isto poderia arruinar sua carreira.
 
Filer alega que os avistamentos continuam até hoje, com veteranos de guerra no Afeganistão que estão relatando avistamentos em sitios de pesquisa de OVNIs.  
 
Ele alega, em outro relato um incrivel encontro com OVNI no Vietnã em 1968: Um barco de patrulha estadunidense entrou em contato por rádio dizendo que estavam sendo seguidos por dois OVNIs circulares e brilhantes, enquanto o barco ia através da zona desmilitarizada do Vietnã. Um segundo barco então viu um clarão, seguido por uma explosão que teria destruído o barco que inicialmente relatou o OVNI.
 
Recentemente, Clark C. McClelland, que diz ter trabalhado na NASA como engenheiro aeroespacial por 35 anos, de 1958 a 1992, alega ter tido vários avistamentos, inclusive tendo visto um alienígena de 2,7 metros de altura, usando um traje espacial, interagindo com dois astronautas da NASA no Ônibus Espacial, enquanto ele estava no Centro Espacial Kennedy, no Cabo Canaveral – Flórida, em 1991, observando a missão.