Será que existe vida após a morte?

10/01/2015 17:37

55

Pacientes em estado de coma ou outras situações de proximidade com a morte geralmente vivenciam experiências inéditas nas próprias mentes. Por alguma razão que ainda intriga a ciência, alguns “cenários” são recorrentes, tais como a pessoa se imaginar avançando por um longo túnel com uma luz no final. Muita gente considera que um indivíduo neste caso esteve, de fato, prestes a conhecer o lado dos mortos, mas cientistas americanos sugerem que tudo não passa de um produto do próprio cérebro.

1. Experiência de Quase Morte

50
O termo EQM, “experiência de quase morte”, refere-se a um conjunto de visões e sensações frequentemente associadas a situações de morte iminente, sendo as mais divulgadas a projeção astral também chamada de projeção da consciência, desdobramento espiritual, emancipação da alma ou experiência fora do corpo;

2 . Características

51
Duas características muito importantes quando falamos da experiência de quase morte  é a sensação de serenidade que o indivíduo diz sentir, também chamada sensação de paz interior e a chamada experiência do túnel, talvez a característica mais falada na EQM. Esses fenômenos são normalmente relatados após o indivíduo ter sido pronunciado clinicamente morto ou muito perto da morte, daí a denominação experiência de quase morte;

3 . História

52
O termo experiência de quase morte (em francês, “expérience de mort iminente”), foi proposto pelo psicólogo e epistemólogo francês Victor Egger em 1896 como resultado das discussões no final século 19 entre filósofos e psicólogos, relativamente às histórias de escaladores sobre a revisão panorâmica da vida durante quedas;

4. Associação

53
Em 1981, foi criada a Associação Internacional de Estudos do Quase-Morte. Essa associação utiliza a Escala Greyson, um método criado pelo psiquiatra e parapsicólogo Bruce Greyson para determinar as EQM’s legítimas

5. Estudos

55
Durante quatro anos, cientistas da Universidade de Southampton, na Inglaterra, analisaram os casos de 2.060 pessoas que sofreram paradas cardíacas em 15 hospitais da Grã-Bretanha, Estados Unidos e Áustria.

Entre os 330 que sobreviveram, 140 puderam ser entrevistados e, desses, 55 (39%) disseram ter alguma percepção ou lembrança do período em que estavam tecnicamente mortos. Entrentanto, apenas duas pessoas relataram lembranças precisas sobre suas experiências de quase morte. E você, acredita que existe vida após a morte?

Fonte: Fatos desconhecidos