Radiação e Pássaros

29/07/2014 23:00

Radiação e os pássaros de Chernobyl

 
 
De acordo com estudos realizados por grupos de ecologistas, os pássaros de Chernobyl não apenas estão se adaptando à exposição por radiação como poderiam até mesmo ser beneficiados por ela. Trata-se da primeira pesquisa sobre a adaptação de animais selvagens nestas condições.
 
 
Segundo Ismael Galván, do Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha, “estudos anteriores sobre a vida silvestre em Chernobyl apontaram que a exposição crônica à radiação causava esgotamento dos antioxidantes e aumentava o dano oxidante. Entretanto, nos deparamos justamente com o contrário: os níveis de antioxidantes aumentaram e o estresse oxidativo diminuiu com o aumento da radiação ambiente".
 
 
A equipe de ecologistas estudou diferentes espécies de aves em oito lugares distintos dentro da chamada zona de exclusão de Chernobyl, medindo os níveis de glutationa (um antioxidante fundamental), o desgaste oxidativo e os efeitos negativos no DNA dos animais. Para isso, realizaram análises com amostras de sangue e pigmentos de melanina encontrados nas aves.
 
O resultado demonstrou um aumento de glutamina e uma redução do desgaste oxidativo nas espécies investigadas, em vez da produção de radicais livres, esperada como resultado. Estas observações são de extrema importância para a ciência e para a compreensão das espécies. A pesquisa foi publicada em sua íntegra, na revista “Functional Ecology”.