Provas que mostram que existe um antigo labirinto subterrâneo enorme no Egito

19/11/2016 14:08

Não só é este enorme labirinto antigo real, mas tambem ele tem sido omitido por estudiosos mainstream durante anos. Muitos dizem que este labirinto é uma das maiores descobertas do antigo Egito. Muitos dizem que seu conteúdo vai reescrever toda a nossa história. Este local misterioso foi extremamente bem documentado no passado. 

 
 
 
Muitas pessoas consideram as pirâmides do Egito a marca registrada da antiga civilização egípcia, e talvez uma das maiores conquistas de culturas antigas há milhares de anos. No entanto, a verdade é que o antigo Egito não é o único lugar com pirâmides incríveis na Terra, existem outras estruturas alucinantes que são tão impressionantes quanto a Grande Pirâmide de Gizé.
 
Existem outros lugares no Egito com construções tão misteriosas quanto as Pirâmides.
 
Temos provas mais que suficientes que existem numerosos locais antigos em todo o mundo esperando para serem descobertos, e esse video (mais abaixo) mostra exatamente isso.
 
O "Labirinto Perdido do Egito" (Lost Labyrinth of Egypt) é facilmente considerado uma das jóias da história perdida.
 
Foi documentado pelo filósofo grego Heródoto:
 
"Isso eu realmente vi, um trabalho além das palavras. Pois, se alguém colocasse os edifícios gregos e essa construção juntos, as construções gregas pareceriam menores, tanto em esforço quanto despesa para esse labirinto ... Até mesmo as pirâmides estão além das palavras (...) No entanto, o labirinto supera até mesmo as pirâmides. Heródoto ( "Histórias", Livro, II, 148),
 
 
.
 
 
De acordo com a escrita de Heródoto I, no século IV aC: o labirinto estava "situado um pouco acima do lago de Moiris, quase oposto ao que é chamado de Cidade dos Crocodilos" (Histórias, Livro II, 148).
 
Este labirinto antigo foi bem documentado nos tempos antigos, mas por alguma razão, ele esta completamente perdido nos tempos modernos.
 
Baseado nas descrições de textos antigos como os de Heródoto e outros que visitaram o labirinto mistico no passado distante, um erudito jesuíta alemão do século XVII chamado Athanasius Kircher, criou a primeira reprodução pictórica do labirinto enigmático tal como Heródoto a descreveu:
 
"Tem doze quadras cobertas, com portões um diante do outro, seis no lado norte e seis no sul, juntando-se uns aos outros, e as mesmas paredes os cercam. E há nela dois tipos de câmaras, um tipo abaixo do solo e outra acima destes, três mil em número, de cada tipo mil e quinhentos. O conjunto superior de câmaras que nós mesmos vimos [...]"
 
Infelizmente, esse achado parece que foi afastado da sociedade.
 
Segundo relatos, os resultados científicos da expedição que explorou o labirinto foram publicados em 2008 na revista científica do NRIAG e os resultados da pesquisa foram trocados em uma palestra pública na Universidade de Ghent, que a mídia da Bélgica participou.
 
Só podemos esperar que, num futuro próximo, uma missão arqueológica seja criada para explorar um dos locais mais interessantes e controversos do Egito.