5 fatos que simplesmente mudam a historia, e estudiosos tradicionais não podem explicar

16/07/2016 13:44

A idéia da história na sociedade de hoje é muito diferente do que era há 50 anos. Hoje, estamos plenamente conscientes de que existem inúmeros enigmas que os estudiosos tradicionais têm dificuldade em aceitar e explicar.

 
 
 
Nunca houve tantas descobertas como agora, apontando para o fato de que a civilização no planeta Terra tem existido a muito mais tempo do que os estudiosos tradicionais propõem.
 
Todas estas descobertas indicam que a espécie humana é, de fato, uma espécie com "amnésia", ainda estamos tentando arduamente entender nossas origens e a verdadeira cronologia do passado do nosso planeta quando diferentes civilizações habitavam Terra.
 
Desde enormes estruturas megalíticas a incríveis mapas antigos, tudo isso tem desafiado as teorias tradicionais da evolução e história, há inúmeras peças em evidências de que, quando juntas, indicam um momento no passado do nosso planeta, quando as civilizações antigas e altamente avançadas dominavam a Terra. 
 
Neste artigo vamos dar olhada em alguns dos registros históricos e achados que os estudiosos tradicionais simplesmente não podem explicar:
 
 
- Tornou-se evidente que no passado distante, o homem antigo sabia a forma correta e tamanho do nosso planeta, embora os estudiosos tradicionais negam firmemente isso. Suas habilidades cartográficas eram quase tão avançado como o nosso é hoje, e tudo isto foi conseguido milhares de anos atrás, com o uso de trigonometria esférica avançada e matemática, que lhes permitiu elaborar alguns dos mais incríveis mapas antigos que já vimos até hoje. Isto significa que o homem pré-histórico tinha muito conhecimento e usou métodos extremamente avançadas de projeção, que lhes permitiam obter coordenadas extremamente precisas em nosso planeta.
 
- Embora os pesquisadores saibam que as civilizações antigas eram avançadas, de alguma forma, eles nunca conseguiram entender até que ponto. Por exemplo, os antigos maias da Guatemala dividiram o mundo "esférico" em cinco continentes importantes, incluindo África, Europa, Ásia, América do Norte, America do Sul e Austrália. No entanto, existem muitas outras culturas antigas que deixaram para trás intrigantes evidências que sugerem que muitas culturas antigas organizaram levantamentos em escala global do planeta milhares de anos antes da história escrita.
 
- Na Ásia, encontramos mais evidências que contradizem firmemente história mainstream. O "Quarto Livro de Shan Hai Rei", que remonta a 2250 aC inclui quatro sessões onde ele descreve regiões montanhosas situadas para além do Mar Oriental, encontrados do outro lado do Oceano Pacífico. Geograficamente falando, muitos acreditam que isso descreve em grande detalhe a topografia das regiões oeste e central da América. Ele ainda da detalhes das opalas negras e pepitas de ouro em Nevada, e focas em San Francisco. Acredita-se que os livros nono e décimo quarto também descrevem em detalhes o Grande Canyon.
 
- A descoberta de Gunung Padang desafia tudo que sabemos sobre civilizações antigas. Acredita-se que a estrutura em forma piramidal é a mais antiga pirâmide de pé no planeta  que aparentemente data de pelo menos 23.000 anos atrás. Gunung Padang acredita-se ter sido um local extremamente importante de uma antiga civilização "desconhecida", que erigiu no local antes da última Idade do Gelo.
 
- Estudiosos tradicionais acreditam firmemente que as culturas antigas, como os maias, incas, antigos egípcios e outros nunca estiveram ligados. Estudiosos tradicionais sustentam que estas civilizações antigas se desenvolveram de forma independente e só estavam familiarizados com outras culturas próximas. Isso, no entanto, provou ser falso, já que há muitas evidências que apontam para uma verdade muito diferente. Por exemplo, para o espanto dos arqueólogos e pesquisadores, em 1992, um pesquisador alemão que estava realizando testes em múmias egípcias encontrou vestígios de haxixe, tabaco e cocaina na pele, cabelos e ossos de múmias antigas. Tabaco e cocaína eram plantas que só cresciam no "Novo Mundo". Então, como é que estes narcóticos exóticos chegaram no antigo Egito antes do "Novo Mundo" ser encontrado ? Esta é uma peça crucial que prova que não só civilizações antigas estavam interligadas no passado distante, mas rotas comerciais elaboradas foram criados há milhares de anos. É por isso que não é tão difícil de acreditar que existam antigos hieróglifos egípcios na Austrália, e que as pessoas da Índia antiga sabiam da moderna Inglaterra e a chamaram de "a ilha dos penhascos brancos".  Os irlandeses têm lendas que falam de pessoas de uma terra distante (Sul da Ásia) que os visitaram no passado e foram chamados de dravidianos.