Por que a NASA parou na Apollo 17 ? Existia mais 3 missões programadas Apollo 18, 19 e 20, mas as missões 'supostamente', nunca aconteceram !

30/05/2016 18:36

Vamos dizer que oficialmente, a última missão conhecido onde os seres humanos caminharam sobre a Lua foi a missão Apollo 17 que ocorreu em 1972.

 
 
 
 
 
Foi o pouso na Lua definitivo e final da era Apollo; A Missão Apollo 17 durou 2 dias, 13 horas, 51 minutos, 59 segundos. Apollo 17 pousou no vale Taurus-Littrow, localizado na borda sudeste do Mare Serenitatis ao longo de um anel de montanhas que constitui entre 3,8 e 3,9 bilhões de anos atrás, quando um objeto grande colidiu com a Lua  - "Theia". (Theia é o nome dado ao planeta que, de acordo com a teoria do Big Splash, colidiu com a Terra num impacto que deu origem à Lua. )
 
Mas por que a NASA parou na Apollo 17 ? E, eles realmente pararam ? A NASA tinha, na verdade, mais três missões planejadas após a Apollo 17, que eram  a Apollo 18, 19 e 20, mas as missões nunca aconteceram. A missão Apollo 18 tinha como objetivo a cratera Copernicus, mas vários locais de desembarque foram revistos e alterados para o Vale de Schröter de acordo com a "NASA OMSF, Manned Space Flight Weekly Report", datado de 28 de julho de 1969. Ja Apollo 19 foi planejada e discutida pousar na região de Hyginus Rille ou Copérnico, e por ultimo a Apollo 20 que foi originalmente destinado para a cratera Tycho, mas nenhuma destas missões ocorreu, e muitos de nós já nos perguntamos por quê? Por que a NASA parou ? Foi por causa de razões econômicas e políticas como alguns sugerem ou havia algo mais do que isso? O filme Apollo 18 tem alguns detalhes que muitos ufólogos apoiam, provando ser algo aceitavel no ponto de vista logico. 
 
As coisas correram muito bem para Apollo 17 foi uma missão que quebrou vários recordes fora do mundo, incluindo o mais longo voo de aterragem lunar tripulada, foi também a missão mais longa da superfície lunar total em atividade extraveicular - EVA ( "EVA" é qualquer atividade feita por um astronauta ou cosmonauta fora de uma nave espacial para além da atmosfera apreciável da Terra .), e foi a missão que trouxe para a Terra, a maior amostra lunar. Tambem é importante lembrar que foi a missão com o maior tempo em órbita lunar.
 
Apollo 17 teve três "Moonwalks", (Caminhada lunar, ou caminhar na lua)  durou mais de 22 horas e de acordo com relatorios, mais de trinta e cinco quilômetros. Era uma missão de grande sucesso, no entanto, marcou o fim da exploração lunar tripulada, pelo menos até à agora. Explicações oficiais, da NASA sobre o fim das missões Apollo foram a falta de fundos, sempre havia uma escassez de dinheiro e muito pouco apoio político .
 
A tecnologia tem sido desenvolvida desde então para alcançar grandes objetivos empurrando nossos limites ainda mais. A cápsula de Orion da NASA é a prova de tais avanços, e é uma nova esperança para a exploração espacial e colonização. Estamos praticamente esquecendo a Lua, disparando para o planeta vermelho uma vez que é, de longe, mais caro do que missões à Lua. Mesmo que haja uma mistura de contradições quando se trata de missões tripuladas para a Lua e por que não fomos lá durante quarenta anos - muitos dos pesquisadores não conseguem encontrar algo que explique 100% o motivo disso . Enquanto que alguns apontem para fenômenos extraterrestres na Lua, outros descartam completamente essa ideia.
 
 
 
O filme "Apollo 18" (Você pode ler sobre o filme no fim do post) passa por várias coisas interessantes, tendo uma abordagem estranha quando se trata da Lua e por que não fomos mais lá em cima. Mas não se esqueça que, embora o filme em si possa ser fascinante, ainda é um filme com um roteiro escrito para uma finalidade específica que alguns não compreendem como sendo preenchida com fatos. A NASA tem sido muito clara quando se trata de "teorias da conspiração" da lua; eles se opuseram a todas elas, mesmo que você possa encontrar inumeras informações online que poderiam sugerir que há uma outra história em torno de tudo isso.
 
Continua a ser um mistério por que não fomos mais à Lua, assim como o verdadeiro motivo de todos através dos anos estarem evitando ir lá .  Fazendo parecer como se a Lua fosse um lugar inútil, mas não vamos esquecer que, para outras missões com o objetivo de explorar o nosso sistema solar, a Lua é o lugar mais ideal e próximo . Com a tecnologia que temos hoje seria uma boa explorar ainda mais o local, e aproveitar os recursos que podemos encontrar lá.
 

Sobre o Filme Apollo 18 (sinopse) 

 
"O filme inicia-se com a explicação sobre as últimas missões a lua. E que em 2011, 84 horas de filmagens secretas foram disponibilizadas no site lunartruth.com. Em dezembro de 1972, a tripulação da anteriormente cancelada Apollo 18 é informada de que a missão irá acontecer, embora tenha agora sido organizada por um departamento secreto do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O comandante Nathan Walker, o tenente-coronel John Grey e o capitão Benjamin Anderson são lançados em direção a Lua para, oficialmente, instalar detectores de mísseis balísticos da União Soviética.
 
Grey permanece em órbita a bordo do modulo de comando, enquanto Walker e Anderson andam pelo solo lunar. Instalam os detectores e recolhem amostras de rochas lunares. Ao tentar dormir, o par ouve ruídos externos. Houston afirma que os ruídos são interferências dos detectores. Anderson encontra uma amostra de rocha no chão da nave, apesar de ter guardado as amostras. Durante a exploração posterior, eles descobrem pegadas que os levam a um LK lander soviético nas proximidades, com seu interior danificado e com manchas de sangue. Anderson segue as pistas que levam até uma cratera escura e encontra um cosmonauta morto.
 
No dia seguinte os dois observam que a bandeira americana desapareceu. Sua missão se completa, a equipe se prepara para deixar a Lua, mas o lançamento é abortado quando a nave sofre uma agitação violenta. Uma inspeção revela grandes danos na nave e Walker observa pegadas estranhas no solo lunar evidenciando presença extraterrestre. Walker sente algo se movendo dentro de seu traje espacial e fica horrorizado com uma criatura andando pelo interior do seu capacete. Walker desaparece de vista e Anderson o encontra inconsciente longe da nave. Ao trazer Walker para a nave, ele nega os fatos. Uma ferida é descoberta no peito de Walker; Anderson a sente e remove uma rocha lunar dentro dele. A dupla encontra-se incapaz de fazer contato com Houston devido ao aumento dos níveis de interferência.
 
Anderson especula que a verdadeira intenção dos dispositivos de alerta é monitorar os alienígenas. A dupla cada vez mais se pergunta se os dispositivos são a fonte da interferência; Houston tinha assegurado que isso não aconteceria. Walker mostra sinais de uma infecção em torno de sua ferida e ele fica cada vez mais paranóico. As câmeras da missão capturam as amostras de rocha se deslocando no interior da nave, revelando que os alienígenas são as rochas lunares (indistinguíveis das rochas reais). Cada vez mais delirante, Walker tenta destruir as câmeras dentro da nave, mas acidentalmente causa danos aos controles do sistema, causando a despressurização da nave. Percebendo que a LK soviética é sua única fonte de oxigênio, eles vão até ela. Ao longo do caminho, Walker tenta fugir, acreditando que ele não deve deixar a Lua por causa do risco de infecção na Terra. Anderson cai tentando parar Walker.
 
Anderson desperta Walker, encontrando-o perto da cratera onde encontraram o cosmonauta morto. Walker é puxado para dentro da cratera pelas criaturas. Anderson vai atrás dele,usando o flash superpotente da câmera,mas percebe que as pedras começam a brotar do chão e se transformam em criaturas, fazendo com que Anderson fuja para o LK soviética. Usando seu rádio, ele faz contato com o centro de controle da missão soviética que o conecta com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O secretário-adjunto do departamento informa a Anderson que não permitirá o seu retorno à Terra, admitindo que eles estão cientes da situação e temem que ele também esteja infectado. Anderson consegue finalmente entrar em contato com Grey, que orbitava a lua, e fazem arranjos para Anderson conseguir decolar e se acoplar na nave em órbita. Anderson se prepara para o lançamento da sonda, mas é atacado por Walker. Antes de Walker violar o veículo, ele é cercado pelas criaturas que rastejam em seu capacete, fazendo com que seu sangue se espalhe pelo capacete.
 
Anderson lança a sonda LK com sucesso com a intenção de chegar perto nave onde está Grey, em órbita da lua. Grey é informado de que Anderson está infectado. Grey é intimado a não resgatar Anderson ou a comunicação será cessada, tornando-o incapaz de retornar à Terra. Dentro da sonda russa, a falta de gravidade faz com que pequenas pedras, dentro da nave soviética, flutuem. Anderson percebe com horror que algumas das rochas são criaturas realmente estranhas. Anderson é atacado e infectado pelas criaturas, impedindo-o de controlar o veículo, levando a nave soviética em direção a Grey.
 
O filme volta para imagens anteriores da missão dos pilotos, mostrando-os em um churrasco com amigos e familiares. O destino "oficial" dos astronautas é dado, descrevendo-os como tendo morrido em acidentes diversos que deixaram seus corpos irrecuperáveis. Um epílogo explica que muitas das amostras de rocha que retornaram das missões Apollo anteriores estão desaparecidas."