Plano contra o “Meteoro do Apocalipse” é revelado em assustadora declaração da Casa Branca

07/01/2017 16:13
 
 
A Casa Branca está preocupada com asteroides e cometas que possam colidir com a Terra, e fez uma surpreendente ‘declaração sobre um plano para o apocalipse’.  As autoridades governamentais dos EUA estão trabalhando para aperfeiçoar um plano de emergência, projetado para evitar o risco de um apocalipse causado por um cometa ou asteroide. A declaração foi feita logo após a NASA ter avistado um cometa que irá passar próximo da Terra em fevereiro.
A Terra é frequentemente atingida por pequenos asteroides, os quais são tão pequenos que tendem a serem 'consumidos' ao entrarem na atmosfera terrestre, não sendo notados pelas pessoas. Contudo, têm havido eventos devastadores, como o impacto de Chelyabinsk, na Rússia em 2013, e o de Tunguska, também na Rússia em 1908, o qual destruiu por volta de 2000 quilômetros quadrados de terra.
 
O documento foi escrito pelo Grupo de Trabalho Inter-Agência para a Detecção e Mitigação de Impactos de Objetos Próximos à Terra \ Em Direção à Terra, de sigla em inglês DAMIEN.
 

Os especialistas temem que possa haver “pouco tempo de alerta”

 
Recentemente, a Casa Branca revelou sua Estratégia para a Preparação [contra] Objetos Próximos à Terra, de sigla NEO em inglês (Near Earth Objects), a qual almeja fornecer uma solução contra asteroides e cometas que poderiam cair no nosso planeta no futuro.
 
A ideia é a de melhorar os nossos sistemas de alerta e investir em sondas espaciais futuristas que poderiam nos ajudar a prevenir uma possivel colisão com estes objetos.
 
O primeiro e mais importante passo é o de melhorar nossos métodos de rastreamento, dessa forma os cientistas podem alertar os especialistas em defesa sobre objetos próximos da Terra que sejam potencialmente apocalípticos.
 
Além disso, os especialistas dizem que precisamos trabalhar na criação de sondas espaciais com inteligência artificial e carregá-las com lasers e sensores de alta tecnologia.
 
Para prevenir que uma rocha espacial colida com a Terra, os especialistas planejam lançar poderosos foguetes, para interceptarem essas rochas e calcularem seus tamanhos e pesos aproximados, que são detalhes cruciais sobre objetos em rota de colisão com a Terra.
 
Após o equipamento carregar esses dados, os especialistas em defesa poderão projetar um plano de ação.
 

A declaração veio logo após a NASA ter avistado um cometa que voará próximo da Terra em fevereiro

 
Um especialista escreveu no documento:
 
A interrupção de um NEO pode ser necessária se houver pouco tempo de alerta, ou se o objeto for muito grande. As tecnologias necessárias para desviar um NEO para longe da Terra podem ser usadas, mas para interromper ou desviar um objeto muito grande, longas pesquisas e desenvolvimento de soluções de alta energia são necessárias.
 
Após avistar um asteroide com potencial risco de colisão com a Terra, o próximo passo é o de alertar a população. O documento sugere que os Estados Unidos reaja de forma similar a um alerta de furação e declare uma emergência nacional por todos os estados.