Pesquisadores descobrem um códice secreto de uma civilização perdida

16/09/2016 09:40

Depois de permanecer escondido por mais de 500 anos, os pesquisadores conseguiram finalmente revelar pictogramas mesoamericanos desenhados por uma civilização perdida.

 
 
 
Seu conteúdo foi ignorado e esquecido por mais de 500 anos, obscurecido por camadas de gesso, mas as ultimas analises revelaram os segredos de uma civilização perdida que habitava o México antes da chegada dos conquistadores espanhóis.
 
No entanto, graças a uma nova técnica, os pesquisadores foram capazes de dar uma olhada - pela primeira vez - através dos materiais na parte superior, revelando um grande número de pictogramas que historiadores deixaram escapar por séculos.
 
Esta nova técnica tem dado um número sem precedentes de informações aos pesquisadores sobre o início da civilização mexicana conhecida como o Mixtec.
 
Até agora, nenhuma outra técnica conhecida pelos pesquisadores era confiável para revelar as histórias escondidas ocultas por séculos sem causar muitas alterações.
 
Chamado de "Selden Codex", é um manuscrito pictórico Mixtec, um dos poucos que sobreviveram à conquista do México. Ele é bem conhecido por ser o primeiro manuscrito que mostra traços de palimpsesto.
 
De acordo com um artigo publicado na Science Direct, foi graças a uma técnica de imagem chamada de hiperespectral que pesquisadores foram capazes de ver o conteúdo oculto do "Codex Selden" de uma forma não-invasiva.
 
Dado o que os pesquisadores foram capazes de ver até agora, seus investigadores acreditam que a história dos desenhos mostram as genealogias antigas e dinastias na região que estavam no local antes da chegada dos espanhóis.
 
"Depois de quatro ou cinco anos de diferentes técnicas tentadas, temos conseguido revelar uma grande quantidade de imagens sem danificar este artigo extremamente vulnerável. Podemos confirmar que Codex Selden é de fato um palimpsesto" disse Ludo Snijders da Universidade de Leiden, David Howell da Bodleian Libraries e Tim Zaman da Universidade de Delft que também colaborou com Snijders na pesquisa.
 
"O que é interessante é que, o texto que nós encontramos não coincide com a de outros manuscritos Mixtec iniciais. A genealogia que vemos parece ser única, o que significa que pode provar algo incrivel para interpretação dos vestígios arqueológicos do sul do México ", acrescentou Snijders.
 
 
Mas talvez o mais interessante é o fato de que o novo códice revela imagens de pessoas andando com lanças e paus...
 
Os pesquisadores acrescentaram: "Embora não haja muitos desses códices, este trabalho não tem que ser interpretado isoladamente. Por exemplo, os "personagens" que estão sentados em seus joelhos, parecem ser entendidos como sendo do sexo feminino."
 
"A imagem hiperespectral tem mostrado ser muito promissora para nos ajudar a começar a reconstruir a história do códice escondido e, finalmente, para recuperar novas informações sobre a história Mixtec e a arqueologia", disse Bodleian Libraries. "Isto é mais uma nova técnica, e aprendemos lições valiosas sobre como usar imagem hiperespectral no futuro, tanto para manuscritos muito frágeis, como para inúmeros outros como ele."
 
 Fonte