Os Sons Misteriosos

31/08/2015 16:08
 
A cidade de Taos, no centro-norte do Novo México, EUA, foi o lar de muitos moradores famosos, incluindo Julia Roberts, Dennis Hopper, DH Lawrence, Aldous Huxley e Donald Rumsfeld. É uma tranquila comunidade pequena e artística, e também é o lar de um mistério incomum: “Taos Hum” – um zumbido de origem desconhecida.
 
Uma variedade de teorias têm sido oferecidas como explicação, que vão desde o mundano para o fantástico, o psicológico para o paranormal. Hippies chapados, experiências de controle mental, bases secretas do governo, bases de OVNIs subterrâneas e uma variedade de hipóteses absurdas têm sido atribuídas.
 
O zumbido parece ter sido relatado pela primeira vez no início de 1990. Joe Mullins, professor emérito de engenharia da Universidade do Novo México, realizou uma pesquisa sobre o Taos Hum. Com base em uma entrevista com todos os moradores, cerca de 2% da população afirmava ouvir o zumbido. Equipamentos sensíveis foram colocados nas casas de vários dos “ouvintes”, mas depois de extensos testes, nada de anormal foi detectado.
 
A pesquisa revelou, no entanto, que não havia um única identificável, mas sim várias diferentes que as pessoas relatavam; alguns descreviam como zumbido ou chiado. O fato de que nem todo mundo ouvia a mesma coisa era intrigante, e sugere que eles podem ter relatado experiências subjetivas em vez de sons objetivos.
 
Sons misteriosos são nada novo, é claro, e Taos não é o único lugar atormentado por barulhos desconhecidos. Na verdade, existem dezenas de outras cidades, grandes e pequenas, em que alguns moradores afirmam ouvir algo estranho. Assim como pode haver mais do que uma explicação para luzes não identificadas no céu ou ao longo do horizonte (incluindo aviões, nuvens que refletem holofotes, faróis de automóveis e assim por diante), pode haver mais do que uma explicação para sons não-identificados. Os misteriosos sons variam de um guincho estridente de um murmúrio a um leve estrondo, e as explicações são quase tão variadas quanto os próprios sons.
 
Embora alguns destes sons misteriosos permanecem inexplicados ao redor do mundo, muitos acabaram sendo identificados. Por exemplo, em 2012, os residentes em Bornéu relataram ter ouvido um rugindo bizarro ou roncos que começavam muito cedo na manhã e duravam algumas horas até o amanhecer. Foi o que aconteceu dois dias, assustando e intrigando moradores. Uma investigação revelou que os misteriosos ruídos foram causados ​​por uma fábrica próxima testando sua caldeira. Em fevereiro de 2014, um “zumbido alto” soava como no filme de ficção científica “Independence Day” e foi relatado nos céus de Coventry, Inglaterra. O evento assustou os moradores em uma área de vários quilômetros, mas um avião invisível era a causa.
 
Alguns relatos de sons inexplicáveis eram na verdade hoaxes​​. Por exemplo, um vídeo postado no YouTube em janeiro de 2012 por um estudante universitário canadense perto de Edmonton, Alberta, continha sons estranhos. O vídeo se tornou viral e ganhou quase 2 milhões de visitas antes de ter sido revelado como uma brincadeira. Em uma entrevista com um jornal local, ele admitiu que fez o vídeo “para mostrar aos amigos e família como era fácil fazer com que todos acreditassem no que viam online”.
 
Os seres humanos vivem em um mar constante de ruído de fundo, sendo que a maior parte passa despercebido. Embora muitas pessoas possam assumir que a localização da fonte de um som deve ser fácil, na prática, pode ser muito difícil. Há centenas de potenciais fontes de ruídos, incluindo o tráfego, barcos, aviões, insetos, grandes máquinas, vento, trens de carga, mineração e outras indústrias. Não é tão simples quanto ouvir um som e caminhar em direção até encontrar sua fonte.
 
Muitos pesquisadores sugerem que a resposta para o mistério de Taos Hum pode ser encontrado no mundo interior da experiência pessoal, em vez de no mundo exterior de fábricas e equipamentos pesados.
 
Mesmo que nós não notemos, nossos ouvidos, por vezes, criam os seus próprios sons. E como os sons são sutis (e como a maioria das pessoas estão constantemente rodeadas de sons, seja música, televisão, jogos, ou apenas uma típica cidade barulhenta) nós não vamos dar atenção. Esse fenômeno, chamado de emissões otoacústicas espontâneas, é diferente de distúrbios auditivos, como um zumbido, mas poderia explicar alguns dos “ouvintes”.
 
O fato de que apenas uma pequena percentagem de pessoas diz ouvir o Taos Hum também é intrigante; não é que os outros 98% da população tenham problemas de audição, mas em vez disso, talvez aqueles que ouviam o zumbido eram “super ouvintes”, com audição invulgarmente aguçada. Ou, também é possível que, dado um efeito tão fraco em um pequeno número de pessoas (e cujas descrições do zumbido nem sempre correspondem), o zumbido é apenas uma alucinação auditiva. Tais alucinações não indicam necessariamente qualquer tipo de doença  ou distúrbio mental, mas pode ser simplesmente o resultado de processos psicológicos e fisiológicos comuns (inofensivos). A neurologista Oliver Sacks, por exemplo, escreveu extensivamente sobre alucinações visuais e auditivas em seus livros “Musicophilia: Tales of Music and the Brain” (2007) e “Alucinações” (2012). Alguns dos ouvintes Taos Hum relataram mesmo ouvi-lo depois que se mudaram para fora da área.
 
Como sempre na ciência, “inexplicado” não significa “inexplicável”. Inúmeras coisas sobre o mundo em torno de nós eram inicialmente misteriosas e inexplicadas, mas acabaram por ser explicadas através da investigação e da ciência. É possível que o Taos Hum seja real, e as suas verdadeiras origens permanecem desconhecidas, e também é possível que o zumbido só exista nas mentes e ouvidos de quem os ouve. [LiveScience]