Os pesquisadores encontraram um artefato de 6000 anos criado com a tecnologia que a NASA usa hoje !!

16/11/2016 18:46

O artefato de 6.000 anos de idade - descoberto na aldeia neolítica de Mehrangarh, no Paquistão - foi criado com as mesmas técnicas que a NASA usa hoje. Como explicam os pesquisadores: "É também hoje a melhor técnica para formar metal com precisão"

 
 
Os pesquisadores encontraram recentemente um artefato de 6.000 anos de idade escavado na aldeia neolítica de Mehrangarh, no Paquistão. De acordo com novas técnicas de imagem, o artefato foi criado com uma tecnologia que a NASA ainda esta utilizando hoje segundo o Mail Online.
 
A tecnologia chamada de "Cera Perdida" é uma técnica de fundição de metal usada hoje para duplicar um objeto de metal. Uma versão moderna do método é chamada de "Investment casting" foi utilizada por pesquisadores da NASA quando construíram componentes para a Estação Espacial Internacional (Curiosity).
 
 
 
O artefato de 6.000 anos de idade foi estudado usando uma nova técnica revolucionária chamada "photoluminescence imaging" por cientistas de Ipanema - um centro de pesquisa europeu que se especializa no estudo de materiais arqueológicos.
 
A nova técnica permitiu que os especialistas determinassem o processo exato pelo qual o artefato foi feito no passado. 
 
 
"Descobrimos uma estrutura oculta que é a assinatura do objeto original, (...)", afirmou o autor principal Mathieu Thoury, um físico de Ipanema, do centro europeu para o estudo de materiais antigos, citado pelo Washington Post.
 
"Photoluminescence imaging" é um processo onde a luz está sendo projetada sobre o artefato, enquanto os pesquisadores medem a quantidade de luz que esta sendo refletida.
 
Os cientistas explicam que diferentes materiais conseqüentemente refletem diferentes quantidades de luz, o que por sua vez permitiu que os especialistas identificassem os materiais exatos utilizados na produção do artefato há cerca de 6.000 anos.
 
Depois da analise do artefato, os especialistas concluíram que o objeto foi de fato criado apartir de uma única peça que levou especialistas a concluir que quem criou o ornamento usou um processo chamado "fundição de cera perdida".
 
 
Uma das etapas do processo "Cera Perdida"
 
Saiba mais sobre esse processo chamado "Cera Perdida" clicando aqui !!
 
Especialistas descobriram que o artesão antigo criou o objeto misterioso derramando cobre derretido em um molde que foi previamente criado usando a técnica de fundição de cera perdida. O estudo foi publicado na revista Nature.