Os 3 pontos mais anômalos da Russia que poderiam ser portais para outra dimensão...

22/07/2017 14:30

As Montanhas Medveditskaya: "Túneis de origem desconhecida, situados a uma profundidade de cerca de 20 metros, com 10-12 metros de diâmetro. Os habitantes locais estão convictos de que lá se encontram bases extraterrestres ou cidades subterrâneas perdidas. "

 

 

O Triângulo de Molebka, que se encontra na região de Kishert, no território de Perm é um dos lugares mais anômalos do mundo. É uma das primeiras zonas de anomalias geológicas, descobertas no território da Rússia. As primeiras citações desse local misterioso, que atrai todos os fenômenos paranormais possíveis, são datadas dos anos 30 do século XIX. Já então os camponeses locais contavam sobre estranhos aparelhos voadores e objetos brilhantes, que eles viam na região da aldeia Molebka. 
 
Mas um dos fenômenos mais intrigantes do triângulo de Molebka ocorreu em meados dos anos de 1980, quando durante a caça de inverno o geólogo de Perm, Emil Batchurin, descobriu no meio da neve um círculo de 62 metros de diâmetro e escreveu detalhadamente a respeito em seu relatório. Timur Ivantsov conta que depois disto numerosas expedições científicas foram ao triângulo de Molebka, tentando decifrar este enigma.
 
"As pessoas viram com seus próprios olhos que discos voadores realmente voam lá, como aviões sobre aeroportos. Na verdade com uma regularidade invejável. Sobre o bosque e campos surgem periodicamente bolas brilhantes, que os habitantes locais chamaram de ‘laranjas de fogo’. Gostaria de lembrar, a parte, do grande mal estar das pessoas que chegam a Molebka: praticamente todas são atacadas por prolongadas enxaquecas, a temperatura e a pressão arterial sobem e o corpo incha" (basicamente como se você entrasse em um mundo totalmente diferente do que você esta acostumado).
 
O segundo local anômalo pode ser considerado um dos mais intrigantes, o Passo Dyatlov, ou, como ainda o chamam, Montanha dos Mortos. Ele se encontra no norte dos Urais, na fronteira da região de Sverdlovsk com a república Komi. Estão relacionadas com este local muitas histórias assustadoras e inexplicáveis, pois justamente ali muitas pessoas morreram em circunstâncias misteriosas. Como conta Timur Ivantsov:
 
“Na Rússia muitos lembram da tragédia ocorrida com a expedição de Igor Dyatlov em fevereiro de 1959. Um grupo de nove turistas não conseguiu escalar a montanha antes de escurecer e parou para dormir na encosta. À noite aconteceu o inexplicável: todo o grupo morreu. O inquérito descobriu que naquela noite os turistas cortaram as barracas e apavorados desceram correndo para a aldeia. A maioria morreu de frio (pois não usavam uma roupa muito apropriada para a temperatura quando fugiram desespeadamente), mas três estavam com as costelas quebradas e a cabeça partida. Foi arrancada a língua de uma moça. Entretanto não havia equimoses e escoriações nos corpos. Mais do que isto, a pele de todos os mortos tinha uma estranha tonalidade vermelha, os cabelos ficaram grisalhos e no rosto havia uma 'máscara de espanto'. Os especialistas descobriram que havia uma quantidade de radiação na roupa dos mortos muito elevada - quase 10 vezes mais elevada. Então o caso foi abafado. E o que aconteceu naquela noite é um mistério até hoje" (esse local tambem é fortemente relacionado a ovnis, pois muitos avistamentos são reportados, e segundo alguns extraterrestres seriam os responsaveis pelas mortes da expedição de Igor Dyatlov)
 
 
 
O terceiro lugar entre os lugares mais anômalos da Rússia vai para a cadeia de montanhas Medveditskaya, situada na região de Zhirnov na província de Volgogrado. Este local é simplesmente um imã para os raios: raios esferoidais furiosos que voam sobre os campos, ou simplesmente fortes raios que facilmente cortam árvores pela metade e deixam marcas em pedras – são comuns para a cadeia de montanhas Medveditskaya. Acrescentamos a isto o solo contaminado com elevado fundo radioativo e mortes misteriosas periódicas de animais. Mas Timur Ivantsov conhece mais um segredo desse local:
 
“Túneis de origem desconhecida, situados a uma profundidade de cerca de 20 metros, com 10-12 metros de diâmetro. Os habitantes locais estão convictos de que lá se encontram bases extraterrestres ou cidades subterrâneas perdidas. Além de tudo isto vêm de baixo da terra fontes estranhas. Se em um local a água é pura, em outro a fonte está totalmente envenenada" (sem duvida um dos lugares mais inacreditaveis da Terra).
 
Os cientistas ainda deverão descobrir um dia porque no planeta existem tantas zonas anômalas e porque elas concentram em torno de si tal quantidade de fenômenos inexplicáveis... Seriam portais para mundos paralelos, talvez usados por seres extraterrestres?