7 Objetos misteriosos de origem alienígena

01/05/2017 10:25

Existem muitas pessoas ao redor do globo terrestre que não acreditam em nenhum tipo de vida extraterrestre, muito menos que ela seja mais inteligente que a nossa. Por outro lado, o volume de pessoas que não apenas acredita, mas também afirma que formas de vida alienígenas visitaram o Planeta Azul ao longo das eras, tem crescido a cada dia.

Essas teorias começaram a surgir depois do incidente do famoso Caso Roswell, em que um OVNI teria sofrido um acidente e caído em um rancho na localidade de Roswell (Novo México, Estados Unidos), no dia 8 de julho de 1947. De acordo com o jornal Roswell Daily Record, o 509º Grupo de Bombardeiros da então Força Aérea do Exército americano havia tomado posse dos destroços de um suposto disco voador e até mesmo de uma criatura estranha.
 
Contudo, foi somente a partir do final da década de 60, época em que o assunto OVNI invadiu os veículos de mídia (TV, rádio, revistas periódicas e jornais), que algumas teorias mais sérias sobre os “astronautas de outros mundos” e a visita de aliens em nosso planeta ganharam força, fazendo com que alguns autores se consagrassem com livros que abordavam o assunto — alguns são verdadeiros clássicos e best-sellers. Além disso, o homem estava para chegar à Lua, e obviamente isso também contribuiu para transformar o assunto.
 
 
Entre os escritores e pesquisadores mais famosos desse período, estão: Erich von Däniken (Eram os Deuses Astronautas?), Zecharia Sitchin (O 12º Planeta), Michael Cremo (A História Secreta da Raça Humana), Graham Hancock (As Digitais dos Deuses), Klaus Dona (um dos grandes pesquisadores de objetos arqueológicos), Bill Ryan (Projeto Camelot e Avalon), entre outros caras menos conhecidos, como David Icke (fanático por Teoria da Conspiração) e Nassim Haramein (historiador, filósofo e líder do projeto Resonance).

 

Segundo a teoria que eles têm em comum, os extraterrestres teriam vindo ao planeta e moldado o ser humano como ele é hoje, alterando o DNA da raça que eles encontraram por aqui no momento de sua chegada.
 
Mas, e se os viajantes estelares realmente deixaram algo para trás? Uma coisa é certa: existem muitos objetos suspeitos e enigmáticos no mundo ....
 
 

O meteorito do Sri Lanka

Ao fuçar em um meteorito caído há alguns anos no Sri Lanka, alguns estudiosos no assunto descobriram algo além da estrutura típica de um cometa. Trata-se do que podem ser micróbios fossilizados e algas de origens extraterrestres.
 
De acordo com o professor Chandra Wickramasinghe, os fósseis fornecem evidência convincente da panspermia (a hipótese de que a vida existe em todo o Universo, sendo disseminada por meteoritos e outros detritos espaciais sólidos).
 
 

A engrenagem de Vladivostok

 
Há alguns anos, um homem encontrou um pedaço estranho de uma espécie de máquina em Vladivostok, na Rússia. O objeto se parecia com um pedaço de roda dentada e foi incorporado a um pedaço de carvão que ele estava usando para acender uma fogueira.
 
Embora encontrar partes de máquinas antigas seja algo bem comum no país, a curiosidade falou mais alto, fazendo com que ele fosse atrás de informações a respeito do objeto. Testes revelaram que a peça era de alumínio quase puro e que com certeza tinha sido feita artificialmente, há mais ou menos 300 milhões anos, sendo que a humanidade veio descobrir isso apenas em 1825.
 
 
 

Rosto de pedra na Guatemala

 
Por volta dos anos 30, alguns exploradores encontraram uma enorme estátua de arenito no meio de uma selva escondida na Guatemala. O rosto esculpido na pedra — com o crânio alongado e fino — não parece pertencer a nenhum povo antigo, aqueles que a gente confere em livros de História.
 
Muitos pesquisadores afirmam que as características originais da estátua representam um membro de uma civilização alienígena antiga, que era muito mais avançado do que qualquer uma das raças pré-hispânicas da América. Alguns até especulam que a cabeça pode ser apenas uma parte de uma construção muito maior por baixo, como ocorre com os Moais, também conhecidos como Cabeças da Ilha de Páscoa.

 

 

Artefatos do governo mexicano

Em 2012, o governo mexicano revelou uma série de artefatos maias que tinham sido protegidos por 80 anos como segredos de estado — aqueles lendários casos 'top secret'. Esses objetos foram encontrados em uma pirâmide inexplorada na região dos locais mais investigados das antigas cidades mexicanas.

 

 

A esfera da família Betz

Quando a família Betz estava examinando os danos causados por um incêndio que dizimou 88 hectares da floresta em que eles moravam, uma estranha descoberta veio à tona: uma esfera prateada, com cerca de 20 centímetros de diâmetro, completamente lisa, exceto por um estranho triângulo alongado. Inicialmente, todos suspeitaram que pudesse ser um objeto da NASA ou até mesmo um satélite espião dos soviéticos. Na dúvida, eles guardaram o estranho objeto.
 
 
Duas semanas depois, o filho da família estava tocando guitarra na mesma sala em que a esfera estava. De repente, ela começou a reagir às músicas, emitindo um som pulsante e uma ressonância que perturbou o cão da família.
 
Com isso, os Betz começaram a observar com mais atenção a bola misteriosa e perceberam que ela parava e mudava de direção, por exemplo: quando empurrada pelo chão, a esfera acabava voltando para a pessoa que a tinha empurrado. Além disso, o artefato parecia funcionar a partir da energia solar, tornando-se visivelmente mais ativo em dias claros.
 
Jornais respeitados — como o New York Times, entre outros — enviaram jornalistas para testemunhar a misteriosa esfera, que repetiu seus truques para todos aqueles que estavam presentes na casa dos Betz. Os cientistas e representantes dos militares ficaram impressionados, mas a família não deixou que levassem o objeto para um exame mais detalhado.
 
 

O homem lagarto sumério

 
O sítio arqueológico de Ubaid, no Iraque, é uma verdadeira mina de ouro para os arqueólogos e historiadores. Nesse local, já foram achados diversos objetos de uma época pré-suméria, chamado período Ubaid (5900-4000 a.C), como uma série de estátuas representando lagartos humanoides, indicando que eles não eram propriamente deuses (como os deuses com cabeças de animais do Egito), mas sim como se fossem uma raça de lagartos humanos.
 
Os teóricos dos “antigos astronautas” logo deduziram que elas representavam os reptilianos, que costumavam vagar pelo nosso planeta (e talvez ainda estejam por aqui, de acordo com algumas teorias).
 
 

Os aviões dos antigos incas

 
Os incas e outros povos pré-colombianos deixaram alguns artefatos extremamente intrigantes no planeta; os mais estranhos são, provavelmente, os chamados “aviões antigos” — objetos pequenos e dourados que parecem aviões a jato. Antes, pensava-se que as estatuetas tinham sido feitas apenas para se parecerem com animais.
 
Contudo, com o crescimento da ufologia e suas teorias, as características desses objetos foram associadas aos aviões de combate — desde a cauda de estabilização até o trem de pouso (realmente é um objeto bem interessante). Alguns seguidores da teoria do antigo astronauta até mesmo construíram modelos de aviões com as proporções desses “aviões antigos”, equipando-os com hélices e motores a jato.
 
Tudo isso trouxe algumas especulações de que os incas pudessem ter entrado em contato com extraterrestres ou com pessoas capazes de construir aeronaves avançadas.