Novas evidências apontam que extraterrestres realmente teriam ocasionado o incidente de Dyatlov Pass

20/04/2017 09:08

Curiosamente, um dos defensores dessa teoria era um militar chamado Lev Ivanov que junto com Vasily Ivanovich Tempalov estudaram o caso. Segundo Ivanov durante a noite de primeiro de fevereiro, várias esferas de cor alaranjada (de origem extraterrestres de acordo com a maioria), vistas por excursionistas e vários habitantes das redondezas, sobrevoaram o acampamento dos nove esquiadores.

Em 1959, nove estudantes partiram para uma expedição nos Montes Urais, na União Soviética, e não voltaram vivos. A expedição começou em 27 de janeiro com destino à montanha Otorten. No dia 1 de fevereiro, surpreendidos por uma tempestade de neve, decidiram acampar na encosta da montanha Kholat Syakhl, a 10 km de seu destino.
 
Durante aquela misteriosa noite, alguma coisa fez com que acordassem e fugissem apavorados da barraca, que rasgaram por dentro. Sem agasalho nem botas e apenas com roupas leves, eles correram em direção a um bosque, a cerca de 500 m do acampamento, e se abrigaram debaixo de um pinheiro
 
Por causa do frio de -20 oC, fizeram uma fogueira. Galhos quebrados no pinheiro sugerem que eles tentaram subir na árvore possivelmente para escapar de uma ameaça. Algo sem duvida impedia que voltassem para a barraca. Os dois primeiros morreram congelados junto ao fogo. Então, o grupo se dividiu..
 
Três pessoas – inclusive Yuri Dyatlov, o líder – tentaram retornar ao acampamento, mas pereceram no meio do caminho. Como não havia sinais de violência nesses corpos (exceto uma pequena fissura no crânio de um deles), o laudo é que também morreram por hipotermia
 
 
Os outros quatro foram achados dois meses depois, soterrados sob 4 m de neve em um barranco junto ao pinheiro. Esses, tinham sinais de violência, e bem horriveis (veja em detalhes na imagem acima os danos de cada um). Se o primeiro mistério gira em torno do motivo que fez o grupo sair da barraca, o segundo é sobre esses corpos: qual força agiu sobre eles para causar tantos (e tão estranhos) ferimentos?
 
Uma expedição de busca partiu em 20 de fevereiro e seis dias depois, o acampamento foi achado. Além dos corpos, encontrou-se o diário do grupo, com anotações sobre o dia a dia (mas sem explicação da noite do terrivel acidente), câmeras e outros objetos pessoais. Não havia sinais de avalanche!!
 
Após três meses investigando e sem uma explicação, as autoridades concluíram que o grupo foi morto por “uma força não identificada”. Por três anos, o Exército proibiu o acesso ao local e, até hoje, o caso é um enigma
 
 

O caso teria alguma relação com extraterrestres? Sim, muito provavelmente !

 
 
A ideia de existir alguma relação com extraterrestres veio do depoimento de um grupo de excursionistas que se encontravam acampados há vários quilômetros ao sul, que afirmaram terem visto na noite das mortes, várias esferas de cor laranja sobrevoando a zona onde se encontravam os esquiadores.
 
 
Curiosamente, um dos defensores desta teoria era um militar, que não podia mostrar as provas por estarem altamente classificadas mas afirmava que existiam. Este cavalheiro era Lev Ivanov que junto com Vasily Ivanovich Tempalov estudaram o caso e propuseram diversas teorias a partir do depoimento dos excursionistas e das fotografias feitas por eles, mas o pessoal da força maior os obrigaram a fechar o caso e seus arquivos foram classificados. Tempanov se recusou, enquanto Ivanov acatou as ordens e foi promovido no dia seguinte.
 
Segundo Ivanov durante a noite de primeiro de fevereiro, várias esferas de cor alaranjada (de origem extraterrestres de acordo com a maioria), foram vistas por excursionistas e vários habitantes das redondezas, sobrevoando o acampamento dos nove esquiadores. 
 
Talvez eles (os ovnis) tenham atacado os esquiadores obrigando eles a fugir da barraca e se esconder no bosque. As feridas que quatro dos esquiadores sofreram, segundo Ivanov, poderiam ser da colisão de uma nave ou mesmo um ataque.
 
Não encontraram restos de nenhuma nave, mas para Ivanov a resposta está na rápida atuação do exército, que poderia ter levado embora os restos de qualquer coisa anômala do local. Os primeiros a encontrarem o acampamento foram os soldados soviéticos a bordo de um avião. Até que chegasse a equipe de resgate do Instituto Politécnico e os civis, havia passado ao menos um dia!!
 
A coloração da pele e cabelos, a radioatividade na roupa e a paralisia dos corpos, indicava a Ivanov que foram objetos avançados de origem extraterrestre os responsaveis pela morte dos esquiadores. Também parecia que ele levava em conta a ausência da língua e dos olhos de Dubidina, por ser similar as mutilações de gado. (Cattle mutilation)
 
É curioso que esta afirmação venha de um militar!!
 
Esta é a última fotografia feita pelos esquiadores e mostra uma estranha formação luminosa
 
 

Fonte\Fonte\Fonte\Fonte