Projeto Pegasus: Tecnologia secreta de viagem do tempo....

27/11/2017 09:14
 
 
O escritor e advogado do Estado de Washington, Andrew D. Basiago, começou a contar sua história no ano de 2004. História essa de uma organização secreta chamada Projeto Pegasus.
 
Embora Andrew tivesse apenas 7 anos na época, ele afirma que de 1968 à 1972 ele participou de vários experimentos estranhos que o fezeram embarcar em jornadas através do tempo e espaço, e como resultado, também para universos paralelos.
 
Os anos 60 foram de grande importância para pesquisas relacionadas à viagem no tempo.
 
O Projeto Pegasus teria sido um estudo sobre os efeitos da viagem no tempo e teletransporte em crianças, assim como levar importantes informações do passado e futuro ao presidente dos EUA, e outros governantes. Andrew Basiago diz que crianças eram escolhidas por serem mais adaptáveis às forças que se movem entre o passado, presente e futuro.
 
Dentre tantos documentos e teorias existentes, a que mais se destaca é do então conhecido Nikola Tesla.
 
Documentos supostamente encontrados no apartamento de Tesla em Nova Iorque depois de sua morte, em 1943, foram confiscados pelo FBI. Muitos não acreditavam, porém o próprio FBI depois de décadas admitiu o fato, e expôs cerca de 300 páginas de documentos do ilustre Nikola Tesla 
 
 
Provavelmente não revelaram e nem revelarão todos os documentos ao público, mas um projeto para uma máquina de teletransporte foi supostamente tirada entre os documentos confiscados, e usando algo chamado por Basiago de ‘Energia Radiante’, a máquina formaria uma cortina cintilante entre duas elipses.
 
“Energia Radiante é uma forma de energia que Tesla descobriu que é latente e penetrante no Universo e tem entre as suas propriedades a capacidade de dobrar o espaço-tempo.” disse Andrew Basiago.
 
Após passar por essa cortina de energia, um vórtice em formato de túnel se abre e enviaria a pessoa para o seu destino. Já o outro mecanismo de viagem inclui uma ‘Câmara de Confinamento de Plasma’, em Nova Jersey. De acordo com as informações também há um dispositivo de ‘Tecnologia Holográfica”, que permite que a viagem seja feita tanto fisicamente quanto virtualmente.
 
 
 
O advogado afirma que a maioria de suas viagens foram feitas para os anos de 1800.
 
Em uma ocasião ele diz ter estado em Gettysburg em 19 de Novembro de 1863, o dia em que Abraham Lincols fez o seu famoso discurso.
 
Basiago conta que se vestiu como um garoto local, mas ele sentiu que o seu sapato que estava muito grande chamou a atenção das pessoas e então ele saiu de perto da multidão para não ser notado.
 
Hoje, o “Novo Projeto Pegasus” liderado por Andrew Basiago, é uma campanha pedindo para o governo americano tornar pública toda a informação que se tem sobre a tecnologia de teletransporte, a qual beneficiaria toda a humanidade, a não só fazer viagens pela Terra, mas também por outras partes do Cosmos.
 
Em 2008 a matéria de Andrew na rádio Exopolitcs, foi eleita a número 1 sobre Ufologia.
 
Um documento com 41 páginas especificando 3 espécies de humanoides vivendo em Marte foi publicado por Andrew, com imagens e detalhes de objetos curiosos em Marte.
 
Parte dessa matéria ficou famosa e rodou o mundo com suas imagens.
 
Marte teria sido um dos destinos do advogado e escritor, talvez por isso esse interesse em divulgar tais informações.