O poder fascinante dos dolmens, obeliscos e menires antigos espalhados por todo o planeta

04/08/2016 18:12
 
 
 
Monólitos, também referidos como menires, dólmens ou obeliscos são pedras verticais que têm sido usadas para criar impressionantes - misteriosas - estruturas em todo o mundo.
 
Estes enormes monumentos antigos podem aparecer sendo uma unica peça, ou como um grupo assim como em Stonehenge.
 
Nas longas "camadas" da história perdida da humanidade, temos que olhar para o momento em que culturas antigas conseguiram erguer - de alguma forma - enormes construções megalíticas usando blocos de pedra, pesando entre 1 a até 100 toneladas.
 
As técnicas "primitivas" permitiram as culturas antigas mover, mudar a posição de diferentes tipos rochas, e organiza-las de uma forma incrivel como você pode ver em diversos sítios arqueologicos ...
 
Mas e se a humanidade antiga sabia algo mais sobre dólmens ou menires que hoje nós desconhecemos ??
 
É possível que algumas destas estruturas megalíticas foram colocadas individualmente sobre o nosso planeta, de modo a tirar vantagem das energias naturais da terra? É possível que as culturas antigas tinham conhecimento da existência de não apenas as energias da Terra, mas dos poderes vindos do universo?
 
 
No passado distante, ao longo dos séculos, as culturas antigas levantaram alguns monumentos que hoje recebem um número de diferentes denominações que variam de "Stonehenge", "dólmens"  e "menires '.
 
Muitas pessoas irão concordar que a maioria destas enormes construções megaliticas têm uma "energia" mágica e metafísica.
 
Cada monumento foi erguido em uma determinada ordem e tinha um significado que hoje estudiosos tradicionais são incapazes de decifrar.
 
Estas obras de construção megalíticas fascinantes são notáveis por duas principais razões.
 
Primeiro de tudo, seu tamanho estava além do inacreditavel, e em segundo lugar que eles foram construídos há milhares de anos.
 
 
Hoje, os investigadores estimam que muitos dos monumentos megalíticos em todo o mundo são o produto de uma avançada civilização antiga que tinha a capacidade de construir esses monumentos incriveis, isso a quase 8000 aC
 
Gobekli Tepe, por exemplo, é uma das estruturas antigas mais fascinantes já levantadas pelo homem antigo.
 
Localizado no topo de uma colina remota no sul da Turquia é um dos mais antigos (se não o mais velho) templos megalíticos em nosso planeta.
 
Acredita-se que as pedras maciças parecem ter sido esculpidas por caçadores-coletores do Neolítico a cerca de 12.000 anos atrás, apesar de recentes evidências apontarem para o fato de que Göbekli Tepe foi de fato construído por uma sociedade muito mais avançada do que os pesquisadores estão dispostos a aceitar.
 
 
Embora Göbekli Tepe e Stonehenge são apenas alguns dos exemplos de construções megalíticas, a concepção megalítica se espalha para a Ásia, Europa, e até mesmo as Américas.
 
Em algumas regiões, os megálitos ganharam maior importância do que em outros, como é o caso do País de Gales, Escócia e Inglaterra.
 
Na Irlanda e na Escócia, centenas destes monumentos ainda estão de pé, e muitos deles estão escondidos debaixo da superfície, esperando para serem encontrados e admirados pela sociedade moderna.
 
Olhando para os países nórdicos, veremos que muitas estruturas semelhantes são encontradas na Suécia, Noruega, Dinamarca e até mesmo na Alemanha, mas tambem vamos encontrar estruturas semelhantes em Portugal e Espanha.
 
Curiosamente, só na França há mais de cinco mil dolmens e um grande número de menires espalhados por todo o país.
 
O grande número dessas estruturas nos dá uma idéia sobre a importância dessas estruturas antigas ...
 
A pedra em pé de "Er-Grah" é uma das mais fascinantes maravilhas ainda desconhecidas do mundo antigo. É considerado por muitos como o maior megalito erigido na história, e foi criada na França (Brittany), por volta de 4.700 aC
 
 
Este antigo megalito fascinante pesava 280 toneladas, o que significa que as máquinas modernas ainda iriam ter muitas dificuldades para deixa-la na posição correta, ou ergue-la.
 
É como se estruturas megalíticas fossem um fenômeno global antes das culturas antigas começarem a erguer pirâmides gigantes ao redor do globo.
 
Muitas pessoas acreditam firmemente que menires tinham uma conotação mágica e metafísico, como dolmens ou mamoas, embora o seu significado seja diferente, uma vez que menires agiam como um catalisador para as energias cósmicas, uma vez que parte da sua estrutura era enterrada no solo, a fim de capturar a energia e conectá-la com o do cosmos.
 
Mas também, acreditavam que essas estruturas enormes serviam para aproveitar as energias cósmicas e conectá-los com o da Terra.
 
Simplificando, eles agiram como grandes antenas que ligam o nosso planeta com o universo e vice-versa.
 
Tudo isso é considerado como tendo sido parte de um conhecimento antigo, agora perdido, que melhorou as condições de vida das antigas culturas ao redor do globo.