O Lizart Man

02/08/2014 00:11

O Mistério dos Homens - Lagartos

 
 
 
 
Em março de 1972, vários moradores de Loveland, Ohio, inclusive dois policiais, todos aterrorizados, disseram ter visto um bípede bizarro com cara de sapo, caixa toráxica inclinada, escamas cor de prata e rugas na cabeça, ao invés de cabelos.

No verão de 1972, no Lago Thetis, Columbia Britânica, um homem réptil emergiu da água para expulsar dois rapazes da praia, um dos quais sofreu lacerações na mão, causada por seis pontas afiadas em cima da cabeça do bicho.

Em agosto de 1955 na cidade de Evansville, Indiana, a sra. Darwin Johnson lutou com um agressor enquanto nadava no Rio Ohio, que logo fugiu, mas deixou uma palma esverdeada impressa em seu joelho e algumas marcas e arranhões, que a levaram a buscar socorro médico.

Os Homens lagartos estão presentes em diversas culturas humanas desde o inicio das civilizações. Suméria, Chinesa, Japonese, Asteca, Maia, todas fazem menção a humanoides com aspecto de lagartos. Como é impossivel mesmo para nossa Ciência moderna, mapear as profundezas dos mares, fica a suspeita que, se caso eles existirem, talvez seja esse o seu habitat.



Outras culturas

Europa: Cécrope I, o mítico primeiro rei de Atenas era meio homem, meio serpente. Ele está ilustrado, por exemplo, num friso do Altar de Zeus, em Pérgamo (atual Bergama, na Turquia). Nestas imagens, algumas ilustram uma gigantomaquia, numa se vê o gigante Klyteros com serpentes enormes entre seus pés. Aquilão era o deus greco-romano do frio vento do Norte, descrito por Pausânias como um homem alado com cauda de serpente. O antigo culto grego a Glícon idolatrava um deus-serpente que possuía cabeça de homem.

Índia: Nas escrituras e lendas indianas, os Naga são seres reptilianos que viviam no subterrâneo e interagiam com seres humanos na superfície. Em algumas versões, estas criaturas teriam vivido num continente no Oceano Índico que afundou sob as ondas. Textos indianos também se referem a uma raça de reptilianos chamada “Sarpa”. Os Syrictæ da Índia foram uma tribo legendária de homens com narinas de serpente no lugar do nariz e pernas serpentinas arqueadas.

Ásia Oriental: Os chineses, vietnamitas, coreanos e japoneses falam durante toda a sua história de Lóng (Yong em coreano, Ryu em japonês) ou dragões, concebidos em ambas as formas física e extrafísica, mas raramente ilustrados na forma humanóide, embora possam assumir uma forma humana não-reptiliana.

Na China, Coréia e Japão, reinos subaquáticos são citados como sendo onde os reis dragões e seus descendentes viveram, assim como uma linhagem de humanos descendentes de uma raça de dragões. Esta linhagem era frequentemente reivindicada pelos imperadores asiáticos que acreditavam ser capazes de mudar da forma humana para a forma de dragão conforme desejassem.

No Japão há mitos sobre os Kappa, ou homens-lagartos que vivem próximos aos rios e atacam as pessoas.

Oriente Médio: No Oriente Médio, seres reptilianos que se transformam de gênios para dragões e homens-serpente são citados desde os tempos antigos. Num dos livros apócrifos supostamente atribuído como o livro perdido de Jasher, uma raça de serpentes é descrita.
 
A volta do Homem-lagarto
 
Uma criatura misteriosa está sendo responsabilizada por uma série de vandalismos em carros nos Estados Unidos.
 
O chamado "Homem-Lagarto" é uma lenda que não era ouvida há mais de 20 anos, mas a história se repete nesta nova onda de avistamentos, novamente iniciada com danos em veículos e barulhos estranhos sendo ouvidos nas primeiras horas da manhã.
 
Mas há realmente um mistério criptozoológico aqui ou pode haver uma explicação convencional?
 
De acordo com o canal 19 do Condado de Lee na Carolina do Sul, a criatura lendária fez um retorno depois de uma pausa de 23 anos.
 
Testemunhas em uma estrada rural do município estão dizendo que ouviram um barulho estranho na manhã do dia 04 de julho e saíram para investigar.
 
Foi quando descobriram que o pára-choque dianteiro de seu carro havia sido mastigado de uma maneira que nenhuma criatura normal da floresta poderia fazer. Policiais veteranos perceberam que já tinham ouvido essa história antes.
 
"Esta parte aqui é onde tudo começou em 1988", explicou o ex-xerife do Condado de Lee, Liston Truesdale. "Recebemos uma chamada para procurar algo que tinha atacado um carro. Fui e vi o carro danificado, eu nunca vi nada como aquilo antes."
 
O carro destruído era de um adolescente de 17 anos chamado Christopher Davis que teve o primeiro contato com a suposta criatura em junho. Segundo seu relato ele foi perseguido no pântano Scape Ore quando parou para trocar o pneu do carro.
 
No mês seguinte, outros relatos de uma criatura humanóide com aspecto de lagarto na área do Condado de Lee começaram a chegar, um animal aterrorizante com mais de 2 metros de altura, bípede, com olhos vermelhos e três dedos em cada mão.
 
Por fim os relatos pararam. Nos 20 anos seguintes relatos esporádicos de veículos 
danificados, possívelmente por ursos, alcançaram as páginas dos jornais. Mas o mistério de 1988 continua até hoje