O inacreditável caso da pessoa que realmente teria entrado em um universo paralelo....

02/08/2017 14:26

Um dos mais inacreditáveis casos já registrados no mundo - até hoje permanece sem nenhuma explicação

Há muitas histórias interessantes sobre pessoas que desaparecem no ar. Essas pessoas teriam entrado em um universo paralelo e nunca mais voltado?

 
 
Os cientistas estão trabalhando arduamente para encontrar evidências sólidas que apoiem a teoria dos muitos mundos paralelos. Não muito tempo atrás, os físicos anunciaram que estão investigando intrigantes ondulações no espaço-tempo que poderiam oferecer evidências de universos paralelos.
 
Enquanto a busca científica por outras dimensões e o universo paralelo continuam, podemos aproveitar a oportunidade para aprender sobre casos curiosos de pessoas que, por engano, teriam entrado em mundos alternativos ao lado do nosso.
 
Há muitas histórias interessantes sobre pessoas que desaparecem no ar. Essas pessoas escorregaram para um universo paralelo? O que é incomum e quase desconhecido, são casos de alguém que vive em reinos desconhecidos e de repente entra no nosso universo. Para estas pessoas e seu “universo de origem”, nosso mundo seria o universo paralelo.
 
Isso é exatamente o que aconteceu com Lenia Barcía, uma mulher da Espanha que de repente sentiu que tudo ao seu redor estava errado.
 
Sua história é tão bizarra que muitas pessoas que a ouviram tiveram dificuldades de levá-la a sério...
 
É fácil descartar sua história como fantasia, mas e se sua experiência for real? Ela poderia ser uma verdadeira visitante de outro mundo? Ela caiu no nosso universo por engano?
 
 

Algumas coisas estavam bem diferentes

 
Tudo começou quando Lenia Barcía acordou em seu apartamento de Madri uma manhã. Parecia apenas outro dia normal, mas mesmo assim notou algo estranho. Ela não reconheceu os lençóis da cama na qual acabara de dormir. Ela não pensou muito sobre isso, mas logo notou pequenas coisas ao redor dela, as quais sugeriam que algo estava errado. Seu apartamento parecia ser o mesmo, mas alguns itens pareciam fora de lugar.
 
Alguns itens em seu apartamento estavam faltando, enquanto outros eram coisas que ela nunca tinha visto antes. O que estava errado?
 
A descoberta mais chocante foi que seu namorado tinha desaparecido. Ele a deixou? Onde ele teria ido?
 
Em primeiro lugar, Lenia pensou que seu namorado tinha desaparecido. No entanto, a verdade era muito mais horrível.
 
Ela procurou seu número de telefone e não conseguiu encontrar. Ela perguntou a seus amigos sobre ele, mas ninguém parecia saber de quem ela estava falando. Lenia pensou que estava ficando louca. Ela contatou a polícia e informou o desaparecimento de seu namorado – mas a polícia disse a ela que não havia registros da pessoa que ela estava procurando.
 

Estaria Lenia insana?

 
 
Lenia não conseguiu entender o que estava acontecendo. Embora estivesse convencida de que estava perfeitamente saudável, visitou um psiquiatra que lhe disse que ela estava tendo alucinações devido ao estresse.
 
Lenia não concordou. Estava convencida de algo sério. Quando Lenia visitou sua família, ela falou sobre sua irmã, mas seus pais lhe disseram que os eventos que mencionou nunca aconteceram. 
 
Por exemplo, sua família não se lembrou de uma cirurgia que foi realizada no ombro da sua irmã há alguns meses. Quando Lenia perguntou à sua irmã, ela disse que nunca tinha sido operada.
 
Havia tantas coisas em torno de Lenia que simplesmente não faziam sentido. Era como se ela estivesse falando sobre eventos que passou em outra vida, ou mesmo outra linha de tempo.
 

Muitas coisas não pareciam bem

 
Lenia foi trabalhar e até no local de trabalho ficou claro que sua situação de vida mudou de maneiras que ela nunca poderia ter sonhado. Ela trabalhou para a mesma empresa, mas em um departamento diferente em outra parte do prédio. Ela disse que se sentia tão desorientada no trabalho que disse ao supervisor dela que estava doente e foi para casa. No começo, demorou algum tempo para encontrar seu supervisor – porque era uma pessoa que ela nunca havia conhecido antes, embora seu chefe afirmasse conhecê-la bem.
 
Ela notou que tinha a mesma carteira de habilitação e seus documentos de identidade estavam em ordem, mas tantas outras coisas na sua vida estavam diferentes. Ela lembrou de eventos que as pessoas dizem que nunca aconteceram. Foi dito que seu namorado, a quem ela conhecia bem, não existia. Os itens em seu apartamento não eram familiares.
 

Ela não estava doente

 
Lenia nunca foi declarada mentalmente doente. Tampouco ela é usuária de drogas ou de bebida alcoólica. Ela é uma mulher normal que contou sua história ao mundo, mas poucos acreditam. Hoje, ela continua a procurar pistas.
 
Ela acha que entrou em outro universo que é apenas um pouco diferente do seu “universo de origem”. Lenia aceitou seu destino e a possibilidade de estar presa neste mundo e talvez nunca mais voltar para casa.